Guarda-Chuva Pra Tempestade Em Copo D’Água

Sério, eu não gosto da forma que você fala comigo ás vezes. Não tenho a obrigação de te entender toda vez. A gente pensa diferente pra caramba, tem horas que isso grita, tem horas que chega a ser insuportável, mas que culpa eu ou você temos nisso? Acho que nenhuma, não é mesmo? Você tem uns excessos estranhos. Eu não tenho o direito de entender algo errado que já vem falando que não presto atenção no que fala, também não posso estar num dia “não legal”, sem chuva de sorrisos, que já vem me falando um monte que estou “estranho”. Eu não tenho a obrigação de estar feliz todos os dias, eu tenho a meta. É sério, tem horas que isso tudo me cansa. Da mesma forma que a gente pensa exatamente igual quando o assunto é, sei lá, futuro, carreira ou a combinação estranha de laranja com verde em alguns metidos a fashionistas de shopping, a gente não se entende quando o assunto é “qual o sabor da pizza”. Isso irrita muito! Estou meio de saco cheio de tanta cobrança por uma perfeição que eu não tenho e nem quero ter, como se você fosse perfeita assim. Que droga! Eu sei que erro uma centenas de vezes, exagero em muitas inclusive, mas eu tenho uma sugestão pra resolvermos isso. Vamos fazer a nossa parte! Estamos cansados e muito desgastados de tanto debate, no entanto, temos um sentimento infindável que não há que possa provar a não ser nós mesmos. Acho que o que a gente precisa é alinhar pelo menos UM crucial pensamento: VAMOS FICAR BEM! Esse é o nosso objetivo. Não existe competição em busca da felicidade. Juntos, se eu viver uma felicidade, tenha certeza, eu vou querer dividí-la especialmente com você. A gente tem muita vida pra viver em vão discutindo o porquê dos dias. Poxa, eu quero que me mande uma SMS pra dizer algo além de “não esquece isso”, “não gostei daquilo”, “para de falar com fulana”. Só a gente fortalece o nosso sentimento.
E não, não estou me isentando da minha parte. Já passamos do nível de ter cautela pra falar algo, hoje a verdade é nua e crua, e aliás, amamos essa verdade. A propósito, a nossa verdade é a que a vale. Não carrego essa aliança como um trófeu de algo que conquistei e sim de algo que me fascina, que me encanta, que me dá força, que me protege. Não estou aqui pra te falar o que é o certo a fazer, até porque, se eu soubesse, eu nunca erraria. Estou aqui e de certa forma na tua vida, pra te ajudar e pra ter a tua ajuda pra viver os dias. Hoje os meus dias são vividos pra você também. Eu compro uma roupa nova pra te surpreender e, quem sabe, você me dizer que gostou. Não sou vitrine de olhos alheios. Não preciso chamar a atenção de ninguém, você tem tudo o que eu concluí que preciso ter. Chega vai, isso já deu muito pano pra manga. Vamos parar com isso, quero ficar bem, me desculpa, não sabia que tirar a etiqueta da tua bolsa nova ia causar tudo isso, já aproveito e peço desculpa por tudo que fiz de errado e te chateou, prometo tentar fazer diferente, só tenha paciência, pode ser que eu erre mais algumas vezes, mas não vai ser por mal. Eu não sou perfeito mas tento não ser o pior. Tudo bem? Vamos sair! Está fazendo um Sol demais hoje! Até pensei numa roupa pra você usar: que tal aquela blusinha verde com detalhes em laranja? Sei lá, em você fica especial, você pode andar com a tal da melancia pendurada no pescoço que eu vou achar um charme.

Anúncios

2 respostas em “Guarda-Chuva Pra Tempestade Em Copo D’Água

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s