Existe Amor Em SP

Tem dias que eu ando pelas minhas avenidas preferidas aqui em SP. Tem tantas e tão bonitas, sei lá, charmosas, mas eu acabo me rendendo ao clichê de amar a Av. Paulista.
Gosto de caminhar sozinho por ela.
Pego o metrô, desço na Paraíso e vou até a Consolação por um lado da calçada, daí atravesso a rua, e volto tudo pelo outro lado. É tanta coisa legal pra se observar, mas pra isso tem que exisitir uma visão de beleza não convencional. Lá não tem praias, lagos, sei lá, mil expressões da natureza pura, mas tem beleza urbana, que aliás, eu gosto muito. Atravessando a Paulista tem também a Rua Augusta e só quem conhece sabe que dispensa comentários.
Ah, ali perto, tem também a Oscar Freire, legal pra uma ocasião especial tipo um “Feliz 43 dias de namoro”, lá é chique.

Também há romance no cinza.

Gosto de sentar naquele banco de cimento no vão do MASP. Lá tem uma vista muito legal! Observador de pessoas como sou, reparo em todo mundo, mas não com um olhar crítico e sim com um olhar de aprendizado. Todos tem alguma lição pra ensinar, do mendigo que dorme no papelão ao grupo de amigos com seus iPads.

Aí eu reparei em você.
Estava sentada no ponto de ônibus em frente ao MASP e eu estava vendo aquelas estátuas na frente do Parque Trianon. Era Primavera, início de noite, o tempo começava a esfriar e você prevenida estava com um echarp pra proteger pelo menos o pescoço. Fui até a banca de jornal fingir ler revistas. Queria te observar mais e saber qual ônibus pegaria. Se eu soubesse eu poderia, bom, eu não poderia fazer nada além de saber que direção você ia.

Você parecia impaciente mas estava feliz com seus fones de ouvido. Encostou na barra de sustentação do banco, onde aliás eu prefiro sentar, e batia o pé como se tivesse acompanhando a música. Você não tinha estilo definido, achei isso excitante. Pelo cabelo delicadamente desajeitado me fez lembrar uma galera indie, tipo que curte The Strokes, a propósito, adoro Strokes. Já a combinação descombinada de roupa me fez te imaginar alguma estudante de moda, algo assim, que eventualmente poderia curtir Strokes também ou alguma banda lá do sul de Londes que tipo, ninguém conhece. No entanto, a sua camisa xadrez-de-cor-inédita-pra-mim me fez imaginar que gostasse de sertanejo universitário, tipo Luan Santana. Sem problemas, você era muito incrível sem mesmo dizer uma palavra.

Atravessei a rua pra ficar no vão do MASP e tentar te observar de frente mesmo de longe. Óbviamente e inteligente como sou, não consegui.

Parou um ônibus azul. Tampou minha visão de você.
O ônibus partiu e você não estava mais no ponto.

Fechei o ziper do meu moleton, coloquei o capuz e fui embora.

Me apaixonei por alguém que nem sabe da minha existência e que eu nem faço ideia do nome, mas pelo menos, foram 15 minutos pro aquecimento ideal que meu coração precisava naquela noite fria.

Nunca mais te vi.

Anúncios

4 respostas em “Existe Amor Em SP

  1. Tenho isso frequentemente, principalmente “amores breves de metrô”.
    É gostoso imaginar que aquela pessoa sentada na frente pode ser o seu numero. Melhor ainda é ganhar um sorriso da mesma pessoa sem nada em troca, sem obrigações, só um sorriso de uma pessoa talvezideal.

  2. em uma ocasiao eu entrei no trem e logo me ajeitei p dormir.. depois de 40 minutos de viajem acordei e pronta p minha parada levantei e ouvi um… pode ler isso? recebi um papel dobrado… meu Deus, o cara me observou por mais de 40 minutos, e escreveu um texto perfeito, ele falava sobre o meu olhar doce esperando o trem e o jeito como eu me vestia e como eu dormia, haha!!
    Nao retornei, pq namorava na epoca, tenho isso guardado ate hj e nunca recebi algo tao doce de um alguem que nunca sequer ouviu minha voz…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s