Do Nosso Amor, Só A Gente Entende

É que eu me lembro de como você me fazia bem. Me lembro especialmente quando vejo algo que me lembra você, e olha, na verdade eu não sei o que não me lembra você.
Outro dia, indo ao trabalho, na rotina de sempre, sentei ao lado de uma moça no ônibus que lia o teu livro preferido. Não resisti e tentei ler um pouquinho também e o pouco que consegui perceber me lembrou de quando você ficava feliz em me contar como estava gostando de ler aquele livro e como ele tinha tudo pra se tornar o seu favorito. Ah, o livro se chama: “Esse Tal De Espelho”, que fala de como a gente tem que se olhar pra podermos saber onde erramos e acertamos. Não é um livro de auto-ajuda, é legal e interessante e se tornou teu preferido.

Sempre lembro de como me fazia feliz te ver feliz.

Na fila do sorvete você também ainda está comigo. Sempre fico atrás de pessoas que pedem o mesmo sabor que o seu com a mesma cobertura. Nas lojas de roupas, também  vejo pessoas comprando peças que eu compraria pra você. E até em shows das bandas que mais gostamos eu lembro das músicas que você mais gostava, e especialmente isso, dói muito. Eu canto como se você pudesse me ouvir de onde quer que esteja. E sempre que vou embora, sozinho, sem ter com quem comentar sobre o que eu achei do show, lembro de como ríamos e falávamos de todos os detalhes, lembro dos nossos planos a seguir com a briga que travávamos: pizza ou esfiha? Eu sempre preferia esfiha, mas acabava cedendo a sua chantagem com a pizza de 4 queijos.

Eu ainda faço minhas coisas imaginando onde você está, o que está fazendo e se está feliz. E tem horas que eu falo sozinho esperando o teu comentário sobre o meu assunto.

Que não existe mais.

Tem horas também que eu espero a tua palavra de discórdia sobre algo que eu penso estar certo, palavra essa que eu sempre tentava evitar, mas que sabia que no fim, seria importante eu saber teu ponto de vista, até porque, na maioria das vezes você tinha razão e sobretudo você queria me ver bem.

Lembro dos teus conselhos, do teu jeito de me aconselhar.

E é natural, eu acabo pensando se você ainda pensa em mim como eu penso em você.
Penso se eu faço algum tipo de falta nos teus dias, se a minha palavra ou o meu jeito meio enrolado de falar te dá saudade. Eu me pergunto, e sofro, se eu ainda tenho alguma importância para a tua vida ou se eu realmente me tornei uma página virada, o que é o meu maior medo. E mesmo que eu tenha me tornado isso, por favor, nunca me diga, se tudo o que você quer de mim é só a minha amizade, por favor, nunca me diga.

Tem coisas que eu não preciso ouvir pela sua boca.
Eu não quero ouvir coisas tristes da sua voz que já me disse coisas lindas.
Com a ajuda do tempo, eu vou entender e talvez superar, nem que esse tempo dure mil anos.

Eu também não vou te lembrar outra vez do quanto eu te amo.
Nem sempre há palavras inéditas em páginas viradas. E se eu me tornei uma página pra você, vou guardar as coisas que eu penso e tudo que eu quero sentir, pra outra pessoa.

É que eu me lembro de como você me fazia bem. Lembro de como você estava feliz nas fotos que tiramos, lembro dos planos de próximo-fim-de-semana que fazíamos, das ideias doidas de ir ao parque rolar na grama por horas, ou dos sábados embaixo do sol indo comprar coisas fúteis no centro da cidade.

Sempre lembro de como eu era ao seu lado.
E pior do que eu lembrar, é ser lembrado por outras pessoas, conhecidos que encontro e me perguntam: “Vocês não estão mais juntos? Poxa, se combinavam tanto e eram o meu casal perfeito!”

É quando a coisa mais linda que você pode ouvir se torna a sua maior dor.

Viu, eu estou aqui.
Pra sempre vou estar aqui. Pra sempre serei lembrança e amor.
E sei lá, qualquer dia, se você se lembrar de algo que te fazia feliz, conte comigo, prometo ser a melhor pessoa pra sua vida, e caso eu não consiga ser, prometo que serei a pessoa que mais vai se esforçar nesse mundo pra ver o teu sorriso custe o que custar.
Como já fiz uma vez.
É que eu me lembro de como você me fazia bem.
É que eu me lembro das vezes que sonhamos juntos o “pra sempre”.

Anúncios

Uma resposta em “Do Nosso Amor, Só A Gente Entende

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s