Foi Infinito Enquanto Durou

E o momento pode ser eterno.
Nem que morra uma das duas vontades de tornar pra sempre, a que vive sempre vai manter.
O agora é imprevisível e isso faz tão bem.
Faz tão bem rasgar os manuais do que deve ser feito. Essa vida não seria absolutamente nada se não fosse a ansiedade pelo fim da busca da felicidade.

E você estava ali. Eu nem te conhecia. Minha busca tinha acabado.
Era uma noite minha qualquer, mais uma das que ando pela cidade. Tinha muita gente ao redor, mas eu fui forçado a parar e acabei te vendo do outro lado.
A distância era grande mas a gente se olhou muito e em um momento até me vi refletido ali nos teus olhos meio longe. Ou eu estava realmente louco como imaginei. Eu não conseguia identificar as pessoas a minha e nem a sua volta. Mas eu também não queria saber de mais ninguém, essa era a verdade.
Eu só queria ficar ali. E só queria te ver ali também. Parada.
É sério, eu nem queria que você viesse pra perto, porque isso ia significar que tudo ia acabar ali mesmo. E eu não queria isso.

Eu estava muito nervoso, olhei as horas no celular enquanto você tirava o excesso do cabelo do rosto e segurava a alça da bolsa que estava na diagonal em teu peito.
Entre nós eu tinha uma visão turva do que tentava interromper aquele momento.

Parecia que a Lua só iluminava você.
Você se destacava, mais que chamar, você gritava a minha atenção, era impossível eu parar de olhar, eu me sentia incapaz de fazer qualquer coisa, ter qualquer atitude naquele momento. Eu sei que não ia conseguir fazer nada além de te olhar ali. Pela primeira vez na minha vida eu gostei de me sentir covarde. Eu já disse, não queria dar um novo passo em algo que eu já estava sentindo amor por estar vivendo do jeito que eu estava.

Me bastava saber que pelo menos no meu mundo eu estava tendo você ali comigo.

Pena que até mesmo as mais lindas histórias chegam na última página.
A gente teve que caminhar. Distância curta.
Eu abaixei a minha cabeça ao dar o primeiro passo, não queria aquele fim, não daquele jeito, eu só queria voltar os nossos minutos no meu relógio. Eu só queria que você voltasse pro teu lugar e eu pro meu e que eu continuasse te olhando. Só isso. Eu queria continuar te olhando.

A gente se aproximou. A gente se cruzou. Você não ia voltar, eu não ia voltar.
Só deu tempo de olhar teu cadarço desamarrado e até pensei em te avisar. Parei no pensamento.

Levemente.

Levemente foi a forma que nossos ombros se tocaram. As pessoas ao nosso redor nos obrigaram a isso. Mas foi o suficiente pra mim, o suficiente pra levar comigo teu perfume.
Eu então cheguei do outro lado e parei.
Olhei pra trás. Te vi de costas. Do outro lado da rua.
É, havia realmente acabado.

Eu nunca quis tanto que o sinal vermelho de um semáforo fosse pra sempre.

Anúncios

5 respostas em “Foi Infinito Enquanto Durou

  1. Seus textos estao cada vez mais lindos e sempre muito verdadeiros. Obrigada por sempre fazer parte do meu dia, de uma forma muito especial.

    Pra finalizar vou te “plagiar” pode? Ao lembrar que: tudo é especial se quisermos que seja

    Um beijo!

  2. você é demais serio mesmo queria muito sei la conhecer falar mas sobre esse blog tudo que vc escreveu ai tem tudo haver com o que penso eu queria tanto conhecer falar da minha historia queria ter opinioes sua era o que eu precisava nesse momento

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s