Não Me Resta Mais Nada A Não Ser Aceitar

Já faz tanto tempo e eu ainda me vejo aqui refém dos teus caprichos e do teu modo de me (des)tratar. Como é de se imaginar, isso não tem me feito nada bem. É estranho porque parece, ou melhor, de fato é, que estou travando uma batalha contra mim mesmo, me esforçando todos os dias pra te apagar de uma vez por todas da minha cabeça. Mas eu não tenho vencido essa guerra. Eu não enxergo mais um lugar onde encontrar força.

E só piora o fato de eu ter uma mania de ficar imaginando o que será que você está fazendo. Ás vezes bate uma vontade de te ligar pra te ouvir rindo sobre qualquer assunto que conversarmos, aí eu penso que vou te atrapalhar, que provavelmente você estará se arrumando pra alguma balada, sei lá. Eu não consigo parar de te levar comigo por todos os lugares que eu passo. Nos meus momentos de felicidade eu penso como seria legal ter a sua presença pra compartilhar comigo, nos momentos de tristeza eu penso como eu gostaria que você fosse a primeira pessoa a saber de tudo.

Eu te vejo comigo, mesmo você nem lembrando que eu existo.

Eu juro, por tudo que é mais sagrado, que eu queria te apagar da minha cabeça. Eu queria fugir, queria me mudar de país, queria ir pra um lugar onde eu não conhecesse ninguém justamente pra conhecer novas pessoas e formas de pensar. Eu queria muito aumentar a nossa distância física na esperança de conseguir alguma distância sentimental.

Como eu queria me tornar livre da sua lembrança.

Já até imaginei a morte como única alternativa para acabar com esse sofrimento que você me causa, ou melhor, que eu me causo por você. Porque a minha maior raiva é que o problema não é você, sou eu, Você tem vivido sua vida normalmente desde que a histórica acabou, e com uma intensidade nunca antes vista, e eu? Ah eu, eu tenho vivido a minha como se esperasse a hora da gente continuar a viver a nossa história de novo.

Todas aquelas minhas risadas e coisas engraçadas que me vê postando na internet não passa de defesas. Não quero que tenha certeza das minhas fraquezas, então eu me refugio em situações e comportamentos para que sirvam de alívio pra mim. É uma loucura tentar explicar algo que nem eu consigo entender.

Eu realmente já desejei a nossa volta como se fosse a última coisa que eu pudesse desejar nessa vida. Só que hoje, nas circunstâncias que me encontro, não acho que seria  a melhor coisa pra gente, especialmente pra mim. Eu já não sei se você me faz mais bem do que mal, não sei até que ponto vale alimentar esse sentimento meu pelas migalhas que você me doa algumas vezes. Cansei de parecer atingir a maior felicidade da vida ao ter uma SMS minha respondida por você, cansei de achar que os dias realmente são melhores e até mudam de cor quando a gente se fala pelo telefone, independente do assunto. Não aguento mais forçar situações da vida com o exclusivo motivo de te surpreender acreditando que isso te daria felicidade.

Enfim,
Talvez eu esteja desistindo de ser quem um dia era feliz só por te ver feliz.

Anúncios

3 respostas em “Não Me Resta Mais Nada A Não Ser Aceitar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s