Você Não Faz a Menor Ideia

A gente não depende de ter alguém pra viver, é claro, só que tem horas que a casa cai, e pior, parece cair bem em cima da nossa cabeça.
Sabe, sempre ouço aquelas histórias de ciclo, de que é só uma fase, de que tudo tem a sua hora, ouço tudo e concordo. Agora, tente fazer meu coração ver sentido nisso tudo. Se eu sou ansioso, meu coração é urgente! É que ele me comanda e sente muita coisa ao mesmo tempo, o que pra mim, sinceramente, é uma merda.

É bem complicado ter que conviver com um monte teoria positivista no frio que tem feito nessa cidade. “A sua hora chega” ajuda mas não me conforta como o abraço que eu gostaria de receber. E aí eu ando pelas ruas a noite, vejo tantas pessoas, tantos casais, que chego a me perguntar se eu atraio cenas iguais as que eu vejo, porque olha, aonde quer que eu vá eu vejo gente de mão dada, se beijando, se abraçando, se gostando, e aí eu olho pra mim e não vejo graça alguma. Essa é uma parte que incomoda. É chato quando a gente não se sente atraente, quando a gente acha que tem as piores roupas e quando não temos dinheiro para uma distração qualquer. Essas e outras coisas são algumas das coisas que eu queria dizer para as pessoas que defendem o “tudo tem a sua hora”. Vocês falam de dor, mas não sabem o que eu vivo.

Repito, não que eu dependa de ter alguém pra ser feliz, mas tem algumas coisas que ando vivendo que teria um sabor especial se eu tivesse com quem compartilhar. E sem aquela história de “compartilha comigo, somos amigos, estou aqui para o que precisar”, porque você que diz isso sabe muito bem sobre o que me refiro exatamente.

E quando a gente começa a lembrar de histórias que já vivemos? Meu deus… é uma dor que parece inesgotável. Porque a gente começa a julgar as nossas próprias atitudes em histórias que nem existem mais. Que loucura! “Nossa, mas eu errava pra caramba nisso e naquilo”. A gente lembra, mas esquece que o leite já derramou.

Algumas vezes eu prefiro não contar pra ninguém o que eu tenho passado. Não é egoísmo ou coisa que o valha, é só uma defesa, porque em muitas dessas vezes o motivo é sempre o mesmo e ter que contar a mesma história para as mesmas pessoas não é algo que me agrada e nem agrada a quem ouve. O negócio é que eu conto a mesma história com intensidades diferentes, tem dias que estou deprimido, tem outros que quero morrer, já tem outros que eu não ligo mais. Não tem que fazer sentido pra ninguém mesmo. Só não gosto de pedir opinião para pessoas que dizem saber como eu estou me sentindo mas que na hora de falar alguma palavra boa só vomitam o mesmo discurso de que “você não está fazendo a sua parte, por isso fica assim”. PORRA, VEM AQUI VER SE NÃO ESTOU FAZENDO A MINHA PARTE! ODEIO GENTE QUE FALA DE UM JEITO COMO SE EU ESTIVESSE GOSTANDO DE VIVER O QUE ESTOU VIVENDO.

Aí os amigos se reduzem.
E eu prefiro subir uma ladeira qualquer falando sozinho ou com o vidro do ônibus numa volta pra casa. O silêncio consola mais que muitas palavras.

Tem os dias também que eu me vejo com uma esperança tão vã que até desacredito. Sabe quando você torce muito para acontecer uma coisa que você tem quase certeza que não vai acontecer? O famoso “dar murro em ponta de faca”. A faca, no caso, é o meu próprio coração. Só que assim, da mesma forma que ele, meu cérebro também é involuntário mas quando é estimulado por alguma memória, acaba se tornando refém daquela situação e no fim quem paga o pato sou eu, por ter que conviver com um monte de lembrança idiota, uma saudade praticamente infinita de algo que não vai voltar.

Olha, sinceramente, sabe o que me faz acordar todos os dias?
O pensamento de que quanto mais longe eu fico do que eu queria ter, mais perto eu fico do que eu realmente mereço.

Anúncios

Uma resposta em “Você Não Faz a Menor Ideia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s