Pra Quem Sabe a Hora de Parar. Só que ao Contrário

Pra tudo tem um limite, pra humilhação não é diferente.
Você não tem a obrigação de aceitar as coisas que te falam ou fazem, você não pode deixar que te tratem de um jeito que você não trataria essa pessoa, você não pode deixar que esqueçam que o respeito é um dos mais importantes sentimentos. E isso, claro, também vale para as pessoas que judiam do que você sente. Isso vale para aquelas pessoas ridículas que mais mereciam perder a vida do que ter a sua consideração.
Ninguém é obrigado a gostar de ninguém, mas a respeitar É.

É importante você enxergar o que está fazendo. Será que já não correu atrás mais do que deveria? Ou melhor, mais do que a pessoa merecia? Porque a gente acredita numa certeza cega que se chama amor, e olha, não há quem nos convença que isso não é real quando estamos sentindo. Até existe uma ou outra pessoa que diz “Nossa, mas você se apega rápido demais, já tá amando?!” SIM, por quê? É O TEU JEITO, é a tua velocidade de sentir as coisas! O coração não tem freio, só acelerador. Depois que ele começa a andar, só para quando enguiça.

Retomando, tem gente que não merece a gente. Fim. Tem gente que não te merece e você precisa fazer um esforço para colocar isso na cabeça. O teu sentimento é nobre, singular, especial e puro, todas as pessoas desse mundo, em tese, buscam alguém que sinta isso por elas, mas, a figura muda, eu sei, quando a gente se vê coadjuvante de um filme onde quem detém o papel de protagonista não dá a mínima e não decorou o próprio  texto. Em outras palavras, a gente não tem culpa em sentir por alguém o que esse alguém não sente pela gente. E então, o que fazer? Não há uma receita, é só questão de aceitar que o prazo de validade venceu, que dessa vez não deu – o que DE NOVO dessa vez, não deu -, que a página virou, que a fonte secou, porque se não for assim, você vai se ver de joelhos por alguém que não merece nem o teu olhar.

Merecimento. Tudo aqui nesse mundo é merecimento! Todas as coisas boas da sua vida acontecem porque você fez algo pra merecer, agora, todas as coisas ruins acontecem porque não existe vida perfeita. Quanto menos você tenta errar, mais você erra. Esqueça essa história de “eu não faço nada de errado” porque você faz sim. Nem que seja em pensamento. Há pensamentos que dizem mais que muitas palavras. Você sabe do que estou falando.

A felicidade é um prêmio pra quem se esforça e ela aparece das mais variadas formas. Quando a gente fala de felicidade no amor, estamos falando de troca, de reciprocidade, e agora pense, como você pode desejar tanto bem à uma pessoa, como você pode direcionar tanto sentimento puro pra uma pessoa que, “diz se importar”, mas na verdade nem vai ficar sabendo se você morrer hoje ou amanhã? Morrer, isso mesmo! Acho interessante considerar o máximo da tragédia para que a gente não se assuste com “tristezazinhas”. Entenda, não estou te incentivando a pensar que vai morrer ou a jogar isso na cara de alguém, tipo “legal, e se eu morrer amanhã? Você vai se importar?”, tipo apelo besta, sabe? Tenho certeza que você está entendendo o que eu quero dizer. Outra coisa, quando falo que você tem que deve se importar menos, não significa que é pra você começar a desejar o mal, mas sim que é pra você começar a desejar tudo aquilo de bom que já pensou pra alguém, desta vez e pra sempre, pra você. É fácil gostar dos outros, só que é ainda mais fácil gostar da gente.

Você sabe o que merece teu valor e entendo que a gente vive num mundo onde somos condicionados a acreditar que só temos felicidade se tivermos um amor ao nosso lado. Experimente mudar o ponto de vista. É claro que toda comemoração tendo com quem compartilhar é sempre melhor, mas se não tiver ninguém, ainda pode ser comemorada, afinal é uma realização sua, é um sentimento bom de você por você, nada mais justo que você brinde consigo mesmo as realizações dessa vida. E outra, nem vem com história, a gente sempre tem com quem compartilhar, pode não ser da forma que queremos naquele momento, mas sempre temos por perto alguém que nos preencha.

Perceba quando o limite chegar no fim, ou melhor, reconheça e admita que chegou o fim, jogue a toalha, não é fraqueza, é amor por si mesmo.

É isso, aqui foi só um monte de palavas soltas que juntas até que fazem algum sentindo. Não estou ousando em decifrar teu coração, sentimento e comportamento. Você sabe os seus gostos e sabe até quando vale a pena um esforço seu.

Só precisa se lembrar disso.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s