Bem que Eu Gostaria que Fosse Brincadeira

Pronto.
Agora estou me vendo no TOP 3 situações mais complicadas da minha vida. Não sei o que fazer – como se fosse novidade, né? – não sei o que falar, se é que devo falar algo, não sei se devo sumir, se devo enfrentar, se devo relevar. Em pensar que o que eu queria era só ter alguém pra dividir o edredom num sábado a noite.
Voltando ao começo de tudo. Até que eu me interessei muito por alguém. Senti como nunca antes que se eu fizesse algum esforço as coisas poderiam mudar e uma linda história começaria a ser escrita. Você me fez pensar assim, sem fazer nada de muito especial a não ser sendo quem você é.

Foi por você e não por quem você é que eu me interessei.

Ah se eu te contasse. Se eu te contasse todos os pensamentos infantis que eu desenhei na minha cabeça você certamente iria rir de mim. Rir com aquele sorriso que só você tem.
O negócio é que eu não esperava gostar de você assim dessa maneira, tanto, a ponto de me fazer perder algumas valiosas horas de sono e alguns outros momentos importantes do meu dia. Acha que é fácil ficar pensando em uma pessoa um dia todo? Não é mole não, e se for, eu tenho a maior fraqueza e não sei lidar com isso.

Mas o problema não é gostar de você, mas sim, saber que outra pessoa também gosta. E mais, conhecer essa pessoa que gosta de você e como se não pudesse piorar, eu ainda me dou muito bem com essa pessoa.
É Vida, você poderia ser mais fácil, mas caprichosamente  fez com que as coisas fossem assim, né? Não é uma queixa, é uma constatação.

Conclusão: Gosto de você e conheço quem também gosta.

Eu poderia voltar para a minha vida antes de você aparecer. Eu não estava tão feliz, mas também não tinha motivos pra me preocupar. Hoje sou protagonista de uma história onde não sei se encaro e respeito o que eu sinto, se respeito o que essa outra pessoa sente, se ignoro tudo e sumo, enfim, eu não sei muito bem o que fazer.

Eu só sei que quero te ver bem, de qualquer maneira, comigo ou não. E se pra eu te ver feliz for necessário abrir mão do que sinto por você, eu faço isso. Não vai ser esforço pra mim, também não vou comemorar, mas vou ter alívio ao saber que você está sinceramente feliz ao lado de alguém que eu sei – e como sei – que gosta de verdade de você. Amanhã eu conheço um novo motivo para o meu coração acelerar novamente e tudo volta ao normal, e você, você vai ser só uma aventura não vivida, um arco-íris não visto, um dia de sol na sombra.

Eu não lembrava mais como é essa história de gostar de alguém, sabe? Estou me sentindo na época da escola, onde vivi várias paixonites que não passaram de paixonites, até por quê ninguém nunca soube do que eu sentia. Sempre procurei me reservar e não escancarar meu sentimentos. Perdi algum tempo sendo assim, mas ganhei cedo uma visão inédita e valiosa do que é gostar de alguém.

O problema é que eu gosto de você.
E você nem sabe disso.
Você já me fez sofrer sem nem saber o que eu sinto. E não é culpa sua, claro, não é de ninguém, eu sofro em silêncio, sofro ao falar de você com aquela outra pessoa que também gosta de você. Olha, não é nada confortável, não é nada interessante.

Eu não sei muito bem como isso tudo vai se resolver, só sei que de um jeito ou de outro, quero muito que você alcance toda a felicidade que eu imagino. Mesmo não sabendo que um dia alguém gostou de você e abriu mão do próprio sentimento só pra te facilitar as coisas e te ver feliz mais rápido.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s