Você Espera Eu Parar de Falar “Eu Também”?

Leia ouvindo: http://www.youtube.com/watch?v=UuA3mDHEbTk

Quando é com a gente, a gente não quer acreditar. Para o mal isso é normal, mas para o bem também acontece.
Quando chega a nossa vez na fila da felicidade, a gente custa muito a acreditar, é meio louco isso. Mas são extremos né, ou a gente pensa que nunca seremos felizes ou pensamos que somos infinitamente felizes em todos os momentos, em todas as relações, nas mais primárias trocas de abraços. Mas isso é algo que tem o lado bom, é aquele lado de viver tudo em chamas, nas mais absoluta intensidade.
A gente tem medo da felicidade, rola uma ansiedade, talvez até um desespero por algo, de fato, sólido.

E e eu tenho vivido assim ultimamente depois de pensar sobre a gente. Quando o fim de semana acaba e eu volto pra casa, geralmente fico pensando bastante tempo na gente. Não quero dizer que fico estudando como estamos vivendo, o que temos feito ou algo do tipo, eu penso em mim, em como as coisas acontecem no meu mundo e em como você apareceu assim meio sem querer, completando os meus dias. É louco, sério, é bem louco.
Acho que faço parte do grupo de pessoas que já passaram por tantos maus bocados nessa vida que acabaram criando uma casca de incerteza, de insensibilidade e de óbvia fraqueza. O medo, essa tal da fraqueza, de começar algo novo já pensando no sofrimento que o fim causa, de ter que viver as brigas e todas as coisas negativas –  embora triviais – de um relacionamento, me afastou de considerar que eu teria novas chances pra ser feliz.

Em pensar que estou falando do medo de uma história dar certo, que coisa estranha, não? É que sei lá, pode ser a maior bobagem do mundo, mas fico preocupado em saber como agir com você. Tenho medo de errar no mais do mesmo, medo de exagerar na mão em seu cabelo ou nas ligações de “bom dia”; medo de me entregar e me precipitar ao revelar amor mais uma vez… E o pior disso tudo é que eu quero viver isso tudo. Já mencionei o quanto isso é uma loucura?
Eu quero te provar como se tornou especial pra mim, como me faz bem, como quero você pra dividir minhas coisas, como eu estava precisando de alguém pra isso, mas apesar de eu já ter dito mil vezes aqui, eu sinto medo.

Você tem muitas das coisas que esperei de alguém, e diria mais, você tem muitas coisas que eu sonhei em encontrar alguém, e não estou falando de dinheiro, status ou uma beleza unânime – daquelas onde é impossível discordar -, estou falando do jeito, estou falando do teu jeito. Você prende os cabelos de um jeito que eu sempre achei bonito, se maquia fazendo caretas bonitinhas, você me faz carinho em partes do meu corpo em que nunca me tocaram, tipo nos meus braços e costas. Mas nem tudo são flores, você aperta o creme dental no meio e isso é algo a ser trabalhado, haha.
Olha, sei lá como, mas a verdade é que em todas as vezes que estamos juntos, da primeira até hoje, você conseguiu me surpreender com seu jeito. Desde o teu olhar compassivo aos moradores de ruas e um discurso engajado que não soasse chato e moralista, mas sim especial e real, até o jeitinho que acorda, bocejando preguiçosa depois de termos uma noite nossa.

Nunca me senti tão bem, querido e amparado em uma noite dormindo de conchinha como são em todas as nossas.

Todos os dias novos em nossas vidas são diferentes um do outro. E não estou falando de coisas grandes, passeios caros, viagens incríveis, porque essas coisas são muito fáceis de se ter, com algum dinheiro isso se torna possível, estou falando de coisas diferentes como a sua preocupação comigo. Me pergunta se comi bem, se dormi bem, como foi meu dia, se meu chefe foi gente boa, me cobra estudo, me lembra que preciso arrumar meu guarda-roupas, me conta uma novidade da internet que apesar de eu já ter visto, sempre deixo você contar de novo só pra te ouvir falar, briga comigo por eu brigar com a minha mãe. Sabe, é o teu jeito.

Existem as pessoas que nos fazem bem e as que nos fazem sentir vivo.

Por essas e por muitas outras coisas que eu prometo tentar, não por você, nem por mim, mas pela gente. Eu prometo tentar voltar a ser quem já fui, prometo retribuir a forma como você me faz bem, porque a felicidade é o mínimo que você merece pela pessoa que é.
Já entendi que essa minha busca por algum defeito em você ou algo que comprometesse nosso envolvimento está sendo em vão, não encontrei motivos convincentes o bastante para ter dúvidas sobre a gente. Ceguei a conclusões como essas depois de tanto pensar sobre a gente, sobre o que merecemos.

Não sei se estou pronto para o “eu te amo” igual você já me falou, mas eu prometo me permitir nadar com você nessa nossa história e tenho certeza que tudo correndo bem, o resto será consequência. Preferi não falar por falar para que não soasse tão falso, além de desonesto comigo e com você, mas se você tiver paciência pra me esperar, essa hora vai chegar. E aliás, devo dizer que não há nada que você possa fazer pra acelerar isso, você já me faz as melhores coisas, agora é a hora da gente respeitar meu coração e se você puder me esperar, em breve eu paro de responder com o involuntário “eu também” pra dar voz ao que meu coração sentir.

É que eu tenho medo, não lembro como lidar com essa parte bonita da vida. Só que tudo começa com a vontade e isso eu tenho de sobra, aí a gente espera um pouco mais, vive um pouco mais e num piscar de olhos teremos os dois, em sintonia pela busca da felicidade que eu tanto sinto saudade e tanto sinto medo de reviver.

É que quando é com a gente, a gente não consegue acreditar. E na verdade, eu já acreditei demais e muito rápido em outras histórias, mas você não merece que eu tenha dúvida, você merece que eu seja seu.

Anúncios

Uma resposta em “Você Espera Eu Parar de Falar “Eu Também”?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s