Já Pode ir Escolhendo o Vestido

Leia ouvindo:

Acho que já deixei bem claro o quanto você é importante pra minha vida, né? Já tivemos profundos momentos de desabafos e eu falei tudo o que eu sentia e na verdade falei até  demais, sempre me emociono e fico com vergonha por isso, haha.
Só que agora eu gostaria de te falar da importância que eu posso ter na sua vida. É claro que à partir do momento em que concordamos que estávamos prontos pra viver uma história, concordamos também em um participar ativamente da vida do outro em tudo que fosse possível. E olha, temos ido muito bem, poder te contar sobre os fantasmas da minha cabeça me salvou de tanta coisa que nem imagina.

Só que eu quero ser mais do que tenho sido pra você.
Acho que posso ser mais e aos poucos eu vou mostrar isso.

Quero participar da sua vida como alguém que está ao seu lado e não só como alguém que vive uma história com você. Ainda não aconteceu, mas você vai reclamar do seu trabalho, vai morrer de dor pela danada da cólica, vai brigar com seus pais, enfim, não quero ser pessimista e parecer que estou prevendo coisas ruins pra sua vida, mas essas são coisas que acontecem com qualquer pessoa. A diferença é que existem pessoas privilegiadas que contam com ajuda de alguém pra atravessar essas dificuldades, e eu quero ser esse alguém pra você.

Não tenho mais idade pra brincar de ser feliz, esse negócio de engatar uma relação atrás da outra pra mim não está com nada e acho que embora as pessoas digam que “acontece”, “a fila anda”, elas só estão tentando fugir e no fundo só querem ter alguém para construir algo. Mas isso é outra história. Falo por mim, vejo a nossa relação como algo mais profundo. Penso que nós podemos crescer muito tendo um ao outro, que as nossas incríveis diferenças é o que nos completam, afinal, tem horas que te empresto a minha ansiedade pra você transformar em euforia, já em outras, você me empresta sua tranquilidade para que eu transformar em sabedoria. Ninguém é completo nesse mundo, mas a vida nos apresenta pessoas que nos ajudam a ser melhores.

Quando somos mais jovens as nossas preocupações ao termos alguém são bem rasas. Primeiro nos desesperamos em ter alguém, depois exigimos alguém do jeito que gostamos e quando conseguimos algo parecido, a primeira dificuldade é uma tempestade e os nossos amores são sempre os maiores da vida. Aí a gente cresce, vive os dias e novas experiências e vemos que o próximo amor é sempre melhor, que é claro, guardamos pra sempre as pessoas especiais, aquelas que nos marcam, mas vemos como a vida é justa e coloca em nossa vida a pessoa certa para nossa fase.

Hoje eu posso agradecer por ter alguém que entende as coisas que nem eu entendo, alguém que pelo menos tenta e o mínimo que eu posso fazer é oferecer o mesmo.

Outro dia conversamos sobre o passado e você detalhou todas as coisas que viveu, as pessoas que passaram pela sua vida e como não deu certo, assim como fiz certa vez. Enquanto você falava eu mergulhava em cada um dos acontecimentos para entender e ver da minha maneira como essas pessoas erraram, como você errou e como é possível evitar esse sofrimento de novo. É claro que seria perfeito se eu falasse: “Já sei o que fazer pra você nunca mais sofrer!” só que infelizmente ainda não consigo fazer isso. Quando digo que mergulhei nas suas histórias significa que consegui enxergar algumas coisas que você passou e que agora eu tenho a obrigação de evitar que aconteçam de novo.

A gente pode brigar mil vezes, contanto que não sejam sempre pelos mesmos motivos.

Estou aqui pra te fazer alguém melhor e não pra te fazer lembrar do que você tenta esquecer.

A gente não precisa ter pressa de viver.
Na nossa história, não precisamos nos preocupar com nada além de nós mesmos. Nossas qualidades são duplicadas ao sermos um só e nossas deficiências são ultrapassadas também ao sermos um só. Vivemos por algo em comum, pelas melhores coisas, pelos melhores momentos e nossas experiências, na verdade os nossos pontos de vista. Sem previsão, sem saber como vai ser amanhã ou na próxima ligação ainda hoje, sem roteiro, só nós dois assim, vivendo.

Eu não posso te prometer muito além do meu melhor pra você.

E se continuarmos como estamos – continuaremos!, já pode escolher os padrinhos também.

Anúncios

2 respostas em “Já Pode ir Escolhendo o Vestido

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s