Poderia Ser Pior, Poderia Sugerir Sermos Amigos

Leia ouvindo:

Ok.
Eu não aguento mais. Tentei ser elegante, tentei te fazer entender rápido, mas pelo jeito você só funciona quando perco o limite, né? Pois bem. Acontece que está tudo errado!
Não está fazendo o menor sentido o modo com o que estamos lidando com essa situação toda, e pra usar justiça, vamos relembrar. Pela última vez, vamos relembrar.

Você por acaso faz ideia de quantas vezes eu tentei fazer com que a gente ficasse numa boa? Olha, eu me esforcei tanto, mas tanto, só com o objetivo da gente se acertar. E sabe o que conseguimos? Tudo, menos se acertar.

Aí foi inevitável acontecer o que aconteceu. Nem você, nem eu temos culpa, era uma situação que tínhamos consciência que cedo ou tarde chegaria, era uma definição que não poderíamos fugir e se caso fizéssemos isso, com certeza a gente ia sofrer muito mais. Chegou uma hora que entramos em realidades brutalmente diferentes. Em outras palavras, não dava mais certo e cada um foi seguir sua vida e viver suas novas histórias. Ou pelo menos deveríamos.

Queria te falar que quando eu coloco uma coisa na cabeça, ninguém me tira, e aliás, você bem deveria saber disso. Ou seja, eu não brinquei quando disse que se fosse pra gente terminar, que seria definitivo, pois pior que sofrer com o fim é sofrer por um recomeço que não deu certo. Apesar de eu concordar com segundas chances, lembre-se que demos terceiras, quartas e quintas chances pra nós e fingir cegueira com o desgaste é loucura. Não tivemos força pra fazermos uma receita de bolo nova para o nosso fatiado.

E é fácil você me entender. É só a gente realmente parar pra pensar pra ver como as coisas andavam pra nós. Como andavam mal.

Aí eu virei todas as páginas e felizmente tive a sorte de conseguir começar uma nova história em um momento em que eu mais precisava. Era um momento em que eu me sentia um lixo, totalmente desinteressante e desnecessário. Não foi nada fácil ter que encarar “numa boa” mais um fim.
Só que essa dor tem data de validade e um estímulo para acabar mais rápido é no momento em que alguém nos prova que somos sim interessantes, que somos importantes, que podemos ser mais, e o mais legal, que podemos ser sempre melhores e que podemos encontrar alguém que nos valorize da forma que somos. Eu encontrei alguém assim. Hoje, enquanto estamos juntos e mesmo que acabe um dia, vou poder comemorar por viver uma fase tão especial.

Você insiste em viver do que aconteceu ao invés do que pode acontecer.

E da noite pro dia, começa a me encher o saco vindo atrás de mim com mil argumentos e chantagens emocionais na tentativa de me desestabilizar e assim, numa remota possibilidade, voltarmos a ter algo.

É engraçado, ai ai… Em pensar que você concordou com o fim como se a razão fosse sua e praticamente gorava que eu ia correr atrás, me arrepender e me ajoelhar pra você. Quem diria.
Hoje vejo você se comportando como um anjo indefectível, como se jamais erraria. Até a sua fisionomia mudou, só não você por essência, percebo isso nas três primeiras palavras totalmente pensadas pra me impressionar ao invés de me convencer.

Você precisa entender que quanto mais força a barra para eu voltar mas você me joga pra longe.

Sério, não quero que pense que estou dificultando as coisas, que estou sendo resistente por orgulho, quero sim que pense de uma vez por todas que acabou, que não vai dar mais certo, não agora, não nos próximos meses, não nos próximos anos e você deveria ficar feliz por eu ter tanta lucidez e falar desse jeito ao invés de sentenciar um NUNCA MAIS.
Você perdeu tanto tempo com a certeza de que eu me arrependeria, enquanto eu aproveitava o mesmo tempo com a certeza de que esse seria o fim mais honesto pra nós. Entende o seu erro nesse caso? Por quê afinal se quando pensou que estava me perdendo definitivamente não fez algo que fosse realmente útil pra gente voltar a conversar? Por quê esperou que eu fizesse algo ao invés de você fazer algo?

Você esperou tanto que eu fui lá e fiz. Só não o que você esperava.

Por favor, me deixe viver.
Você vai continuar pra sempre comigo como uma história pra lembrar e uma lição aprendida e se quiser eu nem me importo de pertencer na sua história ou não, o fato é que eu não consigo mais aguentar você insistindo por algo que está claro que não dará mais certo, algo que pra mim está claro.

Sem covardia ou cara de pau, mas sem essa de “a amizade continua”, a verdade é que não conseguimos mais sustentar qualquer relação de contato, pelo menos não agora. Você precisa de espaço pra esvaziar a cabeça e focar nas coisas da sua vida enquanto preciso de espaço pra fazer o mesmo além de seguir uma história que já comecei e que tem me feito muito bem.
Entenda que você é uma pessoal especial pra mim, mas não estamos na fase de nos falarmos tanto, por isso, pare de me ligar, de me mandar mensagem, de falar comigo nas redes sociais, de falar com meus amigos sobre mim, pare de viver sua vida em função da minha e viva por você.

É isso que eu te peço e é a última vez que toco nesse assunto com você.

Anúncios

6 respostas em “Poderia Ser Pior, Poderia Sugerir Sermos Amigos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s