Começou Quando Mudei Seu Nome na Agenda do Celular

Na verdade não era para ser assim, era para ser bem diferente.
Era para ser com você, afinal, você sabe bem o quanto eu tentei, o quanto me esforcei e o quanto tentei fazer a gente dar certo. Mas você só sabe, não quis fazer nada. E geralmente, quando a gente sabe de algo é de bom grado que tenhamos algum atitude, e falando nisso tudo o que você fez foi: nada.

Com o tempo a gente para de fundamentar as coisas e começa e sentir cada uma delas.

Para de fundamentar, para de enrolar, para de se matar querendo entender.
Falo nisso porque se eu parar para pensar, perdi tanto tempo tentando entender alguém que, de fato, não se interessava por mim da mesma forma que eu. Era eu remando sozinho mar adentro num barco que cabe dois.

E dói gostar por dois.

Eu realmente não me arrependo dos meus esforços, sabe? No fim, – olha o clichê certeiro voltando -, tinha que ser assim. Literalmente, assim.
Por isso eu não quero que fique mal ao me ver feliz. Quero que pelo menos agora tenha a sensibilidade que sempre te falou e que torça para os meus melhores dias. Mas se também não conseguir nada disso, em nada vai abalar a minha motivação.

Isso tudo é sobre sofrer ao te perder, e ser feliz ao me encontrar em outro alguém.

Porque tem horas que a gente acha que as coisas realmente não vão dar mais certo pra gente. É normal, triste, mas normal. Nesses momentos rola uma cegueira em todos nós e só conseguimos pensar que as coisas ruins vão ficar piores. Isso se chama: tendência a não tentar, afinal, é mais cômodo esperar a chuva passar do que se molhar um pouco pra gente chegar.

A gente admira a ousadia, mas praticamos a rotina.

O mundo teve que dar todas as voltas dele, lentamente, teve que me fazer chorar nos refrões, teve que me fazer andar pelas avenidas ardendo em saudade de outras situações iguais por ali. Essas e todas as outras coisas que eu passei são coisas que eu realmente tinha que viver, pois como sabemos: se não aconteceu ainda, é porque o melhor ainda está por vir.

Eu vou mentir se eu falar que não sinto sua falta.
Vez ou outra me pego lembrando de você e dos motivos que faziam a gente dar risada. Só que hoje eu lembro como algo que vivi e não mais como algo que eu quero viver. A verdade é que estou caminhando para os meus dias melhores e isso aqui é só pra te enterrar no passado.

Desapego é colocar uma pedra em todas as folhas de uma história devidamente vivida. E deixar lá.

Entenda que você é especial e acredite em todas as outras milhões de vezes que eu te disse isso, só que hoje eu estou pronto para ouvir de alguém que eu também sou especial. Hoje estou pronto para ouvir que também sou motivo de saudade, que também estou bonito, que também faço bem, que também tenho a quem contar. E pra você,  – lembra? -, eu disse isso muitas e muitas vezes.

Hoje sou eu quem sai e deixa a porta aberta. Sou eu quem não responde mais a última mensagem. Sou eu quem trocou seu nome na agenda de celular de “apelido” para “nome e sobrenome”, e aliás, depois disso, as coisas começaram acontecer para mim simplesmente porque aceitei que passou.
Isso tudo e muito mais é sobre me despedir de você.

Eu nunca vou te comparar à ninguém, mas hoje encontrei um novo brilho em um sorriso. É um brilho que também me ilumina. Encontrei um abraço gostoso de morar, um lugar pra ficar e alguém especial o bastante para eu voltar a dormir de conchinha. Encontrei quem consegue me surpreender e completar. E tudo que eu precisava era de alguém que provasse que se importa comigo, não era nem quem gosta e se declara, só quem se importa.

Encontrei em outra pessoa tudo o que também tinha em você, e só estou falando isso para você saber que das bolachas do pacote você está longe de ser a última.

Não me leve a mal, um beijo.

CURTA: http://www.facebook.com/umtravesseiroparadois

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s