Então Você Assume o Risco?

Então me diz que você prefere.
Mas diz olhando não nos meus olhos, mas aqui dentro da minha alma, que você prefere.
Quando você deixar claro não pra mim, mas pra você, eu paro de tentar.
Eu não sou nenhuma criança pra você ter que me explicar todo o monte de coisa que diz ter aprendido na sua vida.

Você só conhece de mim o que eu deixei você conhecer.

E acredite, eu sou muito mais do que já pude mostrar pra você.
Só que como qualquer pessoa que tenha sangue correndo em cada célula desse corpo, a minha paciência esgota, embora lentamente; escorrendo como a pior das lágrimas de dor. Mas esgota. E eu vivo tentando evitar com que isso aconteça para que eu não me chateie mais.

Eu quero ouvir da sua boca o que o seu coração te diz.

Quero saber se você tem coragem de falar na minha cara de novo aquele seu discurso batido de “quero muito ser feliz!”, “quero muito alguém pra me mimar” agora que tudo o que você está conquistando de mim é a minha distância.
Eu não vou entrar no clichê de que você só vai dar valor quando perder, já tem gente demais falando isso nesse momento, sendo assim, prefiro falar somente de você.

E não vira o rosto enquanto eu estiver falando porque foi você que fez a gente chegar nessa conversa. Deve se lembrar de quantas e quantas vezes eu tentei conversar, tentei resolver, tentei recomeçar, não pela vitória minha ou sua em uma briga qualquer, mas por mais uma noite juntos que a gente pudesse dormir. Mas você parece não ter reconhecido meu esforço, então, aqui estamos.

Presta atenção nas coisas que você diz.
Nenhum machucado nessa vida me doeu tanto do que as coisas que já ouvi de você. E não estou falando só dos seus excessos e perdas de controle justificando “ah sou assim mesmo, fazer o quê” – que por si só já beira a bestagem -, estou falando de como você vomita cada palavra que seria mais justamente usada para unir pessoas. E como me provou com isso que o impossível é completamente possível. Tá difícil de entender? Vou deixar mais claro.

Você revela amor mas não faz ideia do que isso significa!
Você diz que sente saudade mas não dá a mínima para as minhas mensagens de “tudo bem?”
Você fala que gosta das pequenas coisas mas torce o nariz quando a minha proposta de algo pra gente fazer não envolve passeios que custem mais de dois números.
Você diz que já sofreu MAS NÃO VÊ O QUE ME FAZ PASSAR!
Você julga injustiça nas histórias das outras pessoas mas não para pra enxergar a quantidade de merda que faz.
Você fala que as pessoas precisam valorizar quem gostam delas, mas não dá uma bosta de valor quando eu te ligo pra saber se chegou, quando eu pergunto se eu seu dia foi bom, quando eu peço pra me avisar quando chegar em casa, quando eu falo que gosto de você e você ME IGNORA.

Você está vendo tudo isso?

Acha mesmo que está sendo saudável pra mim ter que olhar nessa sua cara e te falar tudo isso?
Me diz como você quer que eu acredite nos sonhos que diz ter se todos os meus que eu tinha pra nós dois você está destruindo pouco a pouco?
O que são coisas boas pra você?

Pior que não conseguir sentir é mentir estar sentindo.

Eu comprei todas as suas falas.
Mas não me arrependo de nada.
Porque do contrário de você aqui dentro mora um coração.
E desde que me conheço por gente eu ouço o que ele me diz e vou agindo por ele. Já teve vezes que parei no meio do caminho e pensei: “poderia ter sido diferente”, mas rapidamente fechei meus olhos de novo e voltei a caminhar confiando no que ele queria que eu fizesse, pois, mesmo que não desse certo como eu imaginava, certeza que alguma coisa eu aprenderia no fim.
Por isso, é claro que acreditei quando você me disse que eu era especial. É claro que contei para os meus amigos que você tinha um monte de qualidade e que fazia eu me sentir de um jeito que eu nem me lembrava ter me sentido antes. É claro que contei pra minha família que eu estava feliz. É claro que eu ia trabalhar mais feliz e lá no trabalho todo mundo sabia que o motivo era você. Eu comprei todas as suas falas.

Mas não me arrependo de nada.

Eu sou verdade demais pra toda essa verdade que você finge ser.
E é justamente em todas aquelas pequenas coisas, em todas aquelas palavras bonitas –  e que acabei de falar – que você usou de forma totalmente errada comigo, que eu acabei conhecendo quem você é.

Você não tem o direito de se arrepender.
Porque eu não vou te esperar.
Não vou esperar você pensar duas vezes.
Eu não vou te dar chance pra rever qualquer coisa.

Tem um uma vida inteira lá fora só pra mim.
Tem um monte de novos braços querendo meus velhos abraços,
é, todos os meus velhos abraços que você tanto gostou mas que desperdiçou.
E agora nem me cabe entrar no assunto da minha importância e em tudo que eu poderia fazer por você, pois como eu já disse, mas volto a repetir, você só conhece de mim o que eu deixei você conhecer. E ainda foi muito.
Uma pena pois o plano era te fazer feliz.
Mas você gosta mesmo é de ignorar sentimentos, pisar em pensamentos, cuspir em lembranças, bater em corações e resgatar um passado desgraçado que só te faz mal e que só te atrapalha de viver o teu presente.
Você gosta mesmo é de correr riscos, feito cego em corda bamba.
Só esquece de considerar os 100% de chances que as coisas tem de saírem fora do teu planejado.

E disso, eu não preciso.

CURTA: http://www.facebook.com/umtravesseiroparadois

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s