Nós Já Fomos Mais Inteligentes

Valeu.
Até que foi bom mudar o status o colocar o seu nome ao lado do meu. Valeu.
Foi uma temporada que aproveitei, foram coisas que a gente viveu que me trouxeram uma nova maneira de viver.
Eu bem que poderia listar alguns motivos pra gente nunca mais se ver. Poderia começar falando do quanto você me fez chorar com o seu jeito intransigente em querer que coisas aconteçam da sua maneira, mas eu não vou fazer isso. Eu poderia também jogar na sua cara e rogar uma praga para que colha as coisas que me fez pensar, mas eu não vou fazer isso.

A vida dá só uma chance de ser melhor do que foi ontem.

A segunda chance nem sempre a gente quer, nem sempre a gente precisa. Isso significa que se a gente não aproveitar pra aprender na dor, não adianta querer lições quando tudo estiver bem, porque isso não é garantia de nada. E como a gente muda de ideia todo dia sobre praticamente tudo, a gente também mudar a forma de ver, e com isso, as segundas chances a gente deixa esquecer. A questão aqui é valorizar o momento de dor e não ignorar.

Valeu.
Ainda não deu tempo de sentir saudade, mas eu sei que vou sentir.
É bem capaz que eu não consiga mais ver as suas fotos e também acabe me afastando de alguns dos seus grandes amigos que se tornaram meus também, isso faz parte, mas vou fazer a minha parte para permanecer comigo as coisas boas que a gente construiu juntos. Muitas das coisas boas que eu aprendi sobre a vida eu devo à você. É bobagem ignorar esse fato e deixar que o egoísmo tome conta de mim e me faça ter um discurso de “tudo de bom que aconteceu comigo eu fiz por merecer”, pois quando a gente vive junto, a gente aprende junto.

A nossa pior dor nunca será a pior de todas.

Acho que eu não vou ficar bem se te ver de mãos dadas com outra pessoa. É, não vou.
Mas também, não sei como vai ser caso seja você quem vai me ver antes entregue a outro alguém.
A gente tem a mania de achar que os fins são sempre definitivos, a gente esquece de ver que cada fim é exatamente um recomeço. A gente tem mania de comparar felicidades e dizer que “nunca foi tão feliz na vida”, e isso é uma bobagem.

Felicidade não se compara, felicidade se aproveita.

E eu também nunca vou te comparar com ninguém.
É claro que vou acabar observando aqui e ali todas as diferenças, mas o negócio é me adaptar e estar disposto à novas lições. As coisas que só faziam parte do nosso mundo, vão continuar só fazendo parte do nosso mundo. Eu não tenho por quê levar pra outro alguém a informação sobre os seus filmes favoritos. Eu preciso mostrar quais são os meus.

Tem gente que não gosta de recomeçar por não conseguir se animar em conhecer uma uma outra pessoa e ter que se apresentar de novo, mas dá pra pensar que quanto mais a gente fala sobre a gente, mais a gente fica consciente dos nossos defeitos e mais perto ficamos de uma saída para lidar com todos eles. Sem contar que:

Novas pessoas em nossa vida significam novas maneiras de viver os velhos dias.

Por isso eu não vejo o fim com maus olhos.
Também não celebro e digo que era o que eu precisava, pois por mim seria você pra mim para o resto da minha vida. Mas quem manda no destino, né? Infelizmente a gente teve que seguir por caminhos diferentes e agora eu preciso lidar com o resto de você em mim. Preciso aprender a lidar quando eu sentir o seu perfume por aí ou em cada novo show da sua banda favorita – que se tornou uma das minhas também. Porque viver com alguém é assim: a gente se conhece pra se somar.

Viver com alguém é permitir que discordem do que sempre pensamos estar certos; é permitir que critiquem o jeito que a gente vê a vida; é permitir que a nossa opinião mude ao aceitar uma nova.

Valeu.
Eu bem que poderia esbravejar toda a minha raiva de você, mas aprendi a aproveitar o tempo, aprendi que o tempo que eu gasto falando sobre coisas que eu não gosto, eu posso aproveitar vivendo todas as coisas que eu amo.

Eu não estou te agradecendo, eu estou dizendo que tudo que gente viveu, valeu.

CURTA: http://www.facebook.com/umtravesseiroparadois <3
ps: o nome do texto é o nome de uma música da minha banda, que acho que se encaixou perfeitamente com o texto. Ouçam aqui: http://migre.me/gqGi5

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s