Se não quiser me contar nada, pelo menos conta comigo

Deita no meu colo e chora devagar,
deixa a maquiagem se desmanchar e me diz o que aconteceu.
Me conta se é o teu passado de novo voltando pra te atormentar ou se o que sente é aquele velho medo de viver algo novo de novo, ou se é só mais um dia ruim que você não está conseguindo atravessar. Eu quero te ajudar.
Pode me dizer que você não se sente uma pessoa pronta,
talvez te ajudará me ouvir falar que nunca cheguei nem perto disso.
Pode chorar, mas enquanto isso me deixa contar um pouco sobre nós dois.

Sabe, assim como você já me disse uma vez e eu nunca esqueci, também sinto medo do futuro. Sobre nós dois, sinto medo de não conseguir te fazer feliz exatamente do jeito que eu gostaria que alguém me fizesse ou do jeito que você tenta.

Já te contei algumas vezes das vezes que fiquei mal por socos que deram no meu coração, lembra?
Mas só você conseguiu me aliviar toda a dor que já senti na minha vida. E você conseguiu isso ao me fazer chorar.
De saudade.

Fazia tanto tempo que eu não me sentia tão à vontade e com tanta vontade de fazer as vontades de alguém.

Por isso eu gosto de passear com você, porque é algo que você gosta de fazer. Por isso eu não me importo em acordar antes de você, só pra te ver dormir um pouco mais e te ver respirar feito brisa em tarde de verão.

O nosso medo sente medo de quando estamos juntos.

Isso quer dizer que aos pouquinhos, sem pressa alguma, nós estamos nos tornando melhores e mais fortes um com o outro, um pelo outro.

Eu gosto de cuidar de você.
Me preocupa saber como foi seu dia e não me tranquilizo até receber sua mensagem de que chegou em casa. Gostaria de ser às vezes um pouco menos como eu sou, todo sentimental demais, mas é só a gente ficar pertinho que esqueço isso e gosto do meu jeito com você.

Eu gosto do jeito que eu sou com você; é um jeito meu que você pegou pra você; um jeito meu que nunca fui igual pra ninguém.

Essa minha boca que hoje você beija já bebeu muita lágrima em outros verões.
Teve uma época em que das poucas certezas que temos nessa vida, uma delas, pra mim, era que eu definitivamente não conseguiria ser feliz.
Eu já cobrei demais, já exigi demais, já esperei demais.
Nas vezes em que me fizeram chorar até doer o peito e não conseguir respirar eu pensei em desistir e acabar com essa vida ingrata.

É difícil ver que usam de má fé quando deveriam usar do coração.

Vivi algumas coisas que por pouco não me fizeram desistir de viver.
As pessoas que me machucaram mal sabem do estrago que me fizeram e do quanto eu luto pra cicatrizar.

Aí eu parei de pensar em coisas ruins.
E hoje estou aqui dentro da sua vida.

Eu apareci porque você precisava de mim pra te ajudar em alguma coisa, que fosse pra te ajudar a dormir com um carinho que talvez só eu saiba fazer.

Eu apareci na sua vida pra completar a sua risada quanto te faltar o ar.

Eu não sei muito bem se estou fazendo as coisas direitinho, se estão do seu agrado, mas eu só vou conseguir melhorar se você me disser no que é preciso.

Me conta o que passa pela sua cabeça.
Me fala sobre uma possível insegurança que você está sentindo sobre o presente e o possível tal medo do futuro. Não precisa me dizer em detalhes se não quiser, mas sei que, nem que seja indiretamente, eu faço parte desses seus sentimentos.

Eu não quero te atrapalhar de viver, eu quero te ajudar a aproveitar a parte boa e a superar a parte ruim do que é viver.

Você tem um espaço na minha vida que ninguém vai ocupar.
E agora ao te ver aqui chorando de tanta angústia, eu preciso te pedir: coloca a cabeça no lugar e deixa teu sentimentos voarem, leve o tempo que achar justo, mas só não deixe o tempo ser injusto e te levar.

Nem sei se consegui te ajudar falando tudo isso aqui sem parar,
mas só de perceber que o som do seu choro abaixou,
você me traz mais um motivo pra te dar um dos meus melhores sorrisos.

Ninguém precisa ser forte o tempo inteiro.
E a fortaleza de uma pessoa está em admitir fraqueza.
Eu nunca vou te julgar, eu só quero te respeitar e quero estar pronto sempre que você precisar, quero te ajudar sempre que me pedir, eu quero te proteger e aprender junto com você todas as coisas que temos pra aprender pra viver melhor.

CURTA: http://www.facebook.com/umtravesseiroparadois
COMPRE: Compre agora o seu livro “Um Travesseiro Para Dois”: http://migre.me/hdGiY

 

Anúncios

4 respostas em “Se não quiser me contar nada, pelo menos conta comigo

  1. Muito Lindo, da um ar de esperança ler algo assim e pensar que um dia exista homens assim que pensam mesmo estando longe de alguem que um dia amou ou ainda ama e querer estar perto para sempre proteger. Belíssimo

  2. Que coisa linda, gostar assim. Mais um texto de chorar, Márcio! :’)
    Acompanho teu blog faz tempo e adoro, coloquei carinhosamente uma coisinha tua no primeiro post do meu blog.Beijos e continue inspirando corações!

    • Poxa, Bia, eu que agradeço por esse comentário!
      Fui no seu blog, muito legal! E me senti lisonjeado por eu ter te inspirado a escrever. Legal mesmo! :)

      Aliás, li teu posts, cheguei no vídeo de “pequenos prazeres” e vou usar a música em post novo, haha!
      beijão!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s