Até que o pão que o diabo amassou tem o seu valor

E quando a gente luta contra o sentimento bom?
Que loucura que é viver, que loucura que é acreditar no que sentimos.
Mas eu acho que faz parte, sabe? As coisas hoje em dia andam tão complicadas, as palavras bonitas andam tão somente palavras e de todas as intenções só consigo ver as segundas.
Não que eu queria ter uma vida que não existe, mas é que faz parte sentir saudade da mão no cabelo, entende? O sexo é bom demais, mas também faz falta as mensagens de saudade e a ansiedade pela sexta-feira a noite.

Está tudo tão errado que nós custamos a acreditar quando algo parece estar dando certo.

Ainda bem que pouco a pouco eu fui me permitindo viver.
Não gostei de algumas coisas que vivi, mas em nenhuma delas eu me arrependo pelo que fiz. Também não reclamo por algumas vezes comer o tal do pão que o diabo amassou pra chegar até aqui. Tudo tem o seu valor. E parece meio masoquista falar uma coisa dessa, né? Entendo que pareça meio sem sentido dizer que foi bom sofrer, mas eu gosto mesmo é de mudar a forma de ver, portanto, nem quero reclamar das coisas ruins, ou melhor, das coisas “menos boas” que já vivi até hoje. Era tudo uma preparação; tudo é, de fato, uma preparação para as coisas boas chegarem pra gente. Por isso digo que esse pão aí tem o seu sabor, um sabor de lição.

Hoje até que estou melhor do que já pensei ficar um dia.
Não acontece nada de muito grande já faz algum tempo, mas isso já foi problema pra minha cabeça, agora é motivação. Faz um tempo que preferi parar de pensar nas coisas que eu gostaria de ter e comecei a correr atrás de cada uma delas. Faz um tempo que parei de querer que a vida dê o troco merecido pra todas aquelas pessoas que já brincaram com o que eu sinto, hoje eu só quero paz pra mim e pra todo mundo.

“Mas ninguém vive feliz sozinho!” você pode pensar por aí.

E tem toda razão, mas pra ser feliz com alguém eu preciso ser feliz sem alguém antes. Enquanto eu não gostar do meu jeito eu não vou poder conviver com o jeito de ninguém. Enquanto eu não respeitar os meus defeitos e ter a consciência de que eu sempre posso melhorar, eu não vou ser uma boa pessoa pra aguentar os defeitos de ninguém e muito menos pra tentar ajudar no que for possível.

Mas eu bem que sinto uma saudade, viu?
Tem horas que me bate uma coisa aqui dentro e uma vontade de receber um daqueles “sonha comigo” que só a quem lê sabe o quanto faz bem.
Mas tudo bem, vou continuar vivendo os dias do jeito que forem nascendo.
A parte boa de se aceitar é ter cada vez mais certeza de tudo que podemos melhorar por nós e por quem o nosso coração acelerar um dia.

Hoje eu me sinto cada vez mais perto de ter alguém por perto.

Eu não faço oração, nem amarrei o nome de ninguém nos pés do santo, eu só comecei a mudar meu jeito de pensar.
Eu tenho certeza que a próxima vez que chegar a minha vez de sentir ansiedade em matar a saudade de um beijo especial, eu vou ser a melhor pessoa para essa pessoa.
Ah se vou! E disso ninguém pode duvidar.

Tem muita coisa boa acumulada aqui dentro, sabe?
Eu não posso garantir que o meu beijo vai ser o melhor nem que o meu sexo vai ser o mais animal, mas eu posso jurar que estou cada vez mais pronto de ser o meu melhor pra alguém exatamente da mesma maneira que eu gostaria que alguém fosse comigo.
E falando nisso, eu nem ligo mais no que vão fazer comigo.
Talvez a minha próxima companhia não seja tão ansiosa quanto eu em ter uma mensagem respondida; talvez essa minha próxima companhia nem tenha sequer celular. Como é que eu vou saber? E pode parecer desespero por qualquer pessoa, mas eu gosto de chamar de desapego do meu coração.

Estou deixando meu coração bater ao invés de querer saber o jeito que ele bate.

Eu não sou alguém pra se lembrar, sou alguém pra nunca esquecer.
E essa minha confiança que me traz tranquilidade e me abraça quando não tenho a quem abraçar nos filmes de romance. Toda vez que eu me pego pensando o quanto seria bom ter alguém pra fazer um cafuné gostoso e um beijo mordido no pescoço, eu procuro respirar e pensar que não adianta eu querer, eu preciso respeitar esse tempo que tem lá o seu capricho pra fazer as coisas acontecerem.

Mas eu vou te contar um segredo.
Você não faz ideia do que eu estou preparando pra você.
Tem tanta coisa boa aqui no meu peito, tenho tanta história pra contar e tanta comida gostosa pra gente comer. Tem lugares que eu quero com você viajar, tem amigos que eu quero te apresentar, tem a sua família que eu quero chamar de minha também. Tem o meu chamego no pé do seu ouvido pra você se arrepiar, tem a minha boca pra te fazer relaxar, tem todo o meu corpo pra te entregar, tem toda a minha vontade de fazer de nós dois uma coisa só. Tem uma danada de ansiedade em saber se vai gostar dos presentes que eu te comprar, tem as minhas manias pra saber se você vai se acostumar. Tem tanta coisa. Tem a minha mão no seu cabelo pra te fazer dormir, tem a minha vontade de conhecer o jeito que você ri. Tem também as músicas pra gente cantar juntos, tem os shows pra gente curtir, tem as pizzas pra gente dividir e tem as maiores filas de cinema do mundo pra gente pegar.
Tem muita coisa pra eu viver com você, mesmo ainda sem te conhecer, mesmo ainda sem saber quem você é.

É que ter alguém pra dividir os dias já me importou mais, hoje eu só quero paz. E com ela você vem.

CURTA: http://www.facebook.com/umtravesseiroparadois
COMPRE: Compre agora o seu livro “Um Travesseiro Para Dois”: http://migre.me/hdGiY

Anúncios

4 respostas em “Até que o pão que o diabo amassou tem o seu valor

  1. Amar é de fato um verbo intransitivo! Amei o texto, me fez chorar mas me trouxe uma paz mto grande de que é esse mesmo o caminho! Conheci sua página esses dias e tem sido uma experiência incrível! Parabéns! Sucesso!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s