Se for pra começar uma história, que seja fazendo história

Não amamos uma vez só na vida.
O nosso amor atual é sempre o amor pra toda vida até que outro apareça.
Não vivemos, no entanto, pensando em como as coisas vão terminar, mas sempre em como vão começar. Tudo é amor, em qualquer esquina pode nascer um novo amor pra você chamar de eterno. E nem que você queira lutar contra, você nunca vai conseguir mudar isso.

Todo dia se vive e se escreve parte do seu destino.

São tantas coisas para se prender por uma pessoa, é tanta coisa pra gostar, né?
De uma você gosta do jeito rápido de falar e dos assuntos que nunca acabam; de outra você gosta de como a beleza preenche os olhos; de outra você gosta de como os planos de vida brilham verdade no jeito que a pessoa diz.

Nós nos apaixonamos por pedaços das pessoas.

E tem vezes que a gente até se força a gostar mais de alguém especial.
É normal pensar que tal pessoa é legal e imaginar como seria feliz tentar uma vida ao lado dela. Na verdade, é até valioso ver a vida por esse lado; um lado onde você consegue admirar tanto as qualidades de uma pessoa a ponto de cogitar a possibilidade dela participar dos seus sonhos pelo resto da sua vida.
Mas essas coisas não funcionam tão mecanicamente assim.
Você vai gostar de uma parte que nem imagina da pessoa, vai gostar de algum detalhe que perceber num piscar de olhos, vai gostar de qualquer coisa menos de todas as outras que você acha que gosta. E a graça de gostar é essa: não saber exatamente do que se está gostando e então se ver gostando de quase tudo.

Não é todo dia que a gente dá risada.
Tem dia que a gente lembra de coisas que matam a nossa voz e da aquela vontade de ir no banheiro do trabalho se esconder pra chorar. Da vontade de ligar pra pessoa e descarregar toda a raiva que ela fez você passar, toda a dor, toda a angústia e de alguma maneira devolver tudo de ruim que essa pessoa te fez pensar. Isso não é problema, isso é você! O que se deve ter em mente, entretanto, é que por mais que o justo seja seguir o coração, às vezes é melhor respirar mais devagar e entender se o que ele quer fazer é uma vontade ou só uma vaidade.

Você já parou pra pensar em quantas bocas já beijou querendo nunca mais parar?
São muitas as vezes que a gente gostaria que fosse a última vez. Tem aquelas vezes em que fechamos os olhos e pensamos: “Vou viver o que vier!” e às vezes não dá certo, assim como tem outras que dá muito certo sim. Tem as vezes em que a nossa felicidade depende da vontade de outra pessoa. Sabe quando você fica esperando uma resposta, esperando uma posição, esperando alguma definição sobre o que a pessoa quer fazer da vida enquanto você vive os dias sem mal conseguir dormir? É normal.
Tem gente que é covarde, que não luta pelo que se sente, não luta pela história e não luta pela própria felicidade. Tem gente que só quer a parte boa de viver uma história real entre pessoas reais, mas isso não é amor, isso é conveniência.

A sua dor nunca será a pior.

A melhor parte das histórias é quando se faz história.
Pode durar 1 beijo, pode durar 30 anos, mas bom mesmo é ter a consciência de que você está dando o seu melhor em todos os segundos.

Difícil não é esquecer alguém, mas sim esquecer o que alguém fez.

O tempo leva os momentos mas quem sabe fazer história marca pra sempre a vida de quem quer que seja. Aquele refrão, aquele presente, aquela carta, aquele filme, aquele perfume, aquele natal, aquele aniversário, aquele show, aquela viagem, tudo isso e muito mais, se tudo for vivido com o coração, tudo isso será sempre lembrado. Essa pessoa que te veio a mente agora nunca vai se esquecer de você! Aquele seu amor de praia nunca vai esquecer de você! Aquele “casinho de 1 mês” nunca vai esquecer de você, contanto que você viva as coisas para ser lembrado e não só por viver, contanto que faça algo pra ser lembrado, algo que no fim quem vai ganhar é SÓ VOCÊ.
E tudo que funciona para a pessoa que você gosta ou já gostou um dia, funciona pra você. Você vai se ver com a lembrança cada vez mais fraca, vai se ver arrancando cada vez mais folhas do calendário, vai se ver vendo cada vez mais novos filmes, vai se ver cada vez mais apaixonado pelo mesmo novo eterno amor, ou seja, quando você menos perceber, a sua vida já vai ter caminhado e você estará fazendo novas promessas por alguém especial que aparecer na sua vida.

Não amamos uma vez só na vida.
Amamos várias vezes, pessoas diferentes, de formas diferentes, umas pouco e outras muito tempo. Estes somos nós.
E melhor do que lamentar que você não consegue esquecer alguém, é lembrar que:

Cada dia mais longe da saudade é um novo dia mais perto da felicidade.
E se for pra começar uma história, que seja fazendo história. Que seja pra ser lembrado!

CURTA: http://www.facebook.com/umtravesseiroparadois
COMPRE: Compre agora o seu livro “Um Travesseiro Para Dois”: http://migre.me/hdGiY

Anúncios

Uma resposta em “Se for pra começar uma história, que seja fazendo história

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s