Coloca na sua cabeça: eu me coloco no seu lugar

Leia ouvindo:

A gente poderia aproveitar.
Essa vida já é tão curta e não vejo inteligência na gente ficar pensando no que já vivemos tendo tanta coisa pra viver pela frente.
Igual à sua, a minha vida também não foi feita só de sorrisos até aqui.
Eu já ouvi coisas que não desejo pra ninguém.
Em uma história que eu confessava amor, a pessoa que estava comigo sugeriu que fôssemos amigos. Em outra uma outra história, dessa vez uma em que eu não estava assim tão completamente envolvido, foi a pessoa que estava comigo que confessou amor por mim. E eu não soube fazer nada além de me desculpar e sugerir, terrivelmente, que fôssemos amigos. Foi mais ou menos assim, já estragaram a minha vida, já estraguei outras também.

Estou falando isso pra te lembrar que você não foi a única a sofrer.
E às vezes que chorou também não serão as últimas.
E o mesmo serve pra mim. Não vivi só felicidade e nem só disso viverei.

É que eu acredito numa coisa muito verdadeira dentro da gente, sabe?
Bem que eu poderia desencanar da vida e gastar os meus dias me matando de saudade pelas coisas que já vivi; eu poderia dizer que já amei alguém o máximo que eu pude; eu poderia também me consolar lendo histórias que só me inspiram mas não me fazem acreditar em mim, sabe aquela coisa de frases de efeito? Então, mas eu tenho preferido agir diferente. Eu quero efeito!

E devo te dizer que pensar diferente no meio de tantas vidas iguais não é algo simples de se fazer.

A pressão das pessoas faz a gente desacreditar na nossa própria vida.
É tanto “já passei por isso antes, se eu fosse você faria de maneira x ou y”, tanto “normal, esse tipo de gente faz isso mesmo”, tanto “ninguém presta, melhor pensar assim” que é natural a gente perder a paciência com tudo e todos. Tudo desmotiva. Mas a questão é sobre quem pode garantir que tudo isso seja verdade. Não é justo generalizar. Não posso compartilhar do jeito que uma pessoa lidou com determinada situação para lidar com a minha. São vidas diferentes, pessoas diferentes, atitudes diferentes. O problema é que é um saco ter que nadar contra a maré quando o confortável seria navegar junto nessa mesma maré. Tenho impressão que às vezes as pessoas querem que tenhamos vidas iguais. Alguns dos conselhos que já ouvi seguem a receita do “faça isso, fiz comigo e deu certo”, mas quem garante? Como alguém pode ter tanta certeza que também vou encontrar uma pessoa canalha só por que ela encontrou? A estatística não é absoluta. Eu nunca vou concordar com isso.
E digo isso tudo porque eu sei que anda tão difícil acreditar em algo real.
Em uma época de valores tão descartáveis onde sacolas de grife brilham mais os olhos do que um dia de chuva de granizo, eu entendo que seja difícil acreditar que eu quero te fazer bem; é difícil acreditar que eu só tenho a mim mesmo pra te oferecer. É mais inteligente que você seja defensiva e coloque na cabeça que o que eu quero de você é mais uma noite em um motel qualquer e um novo nome pra colecionar. Não me espanta você ver minhas gentilezas como meios de conseguir conquistar o teu corpo e não você.
Pra mim também é muita clara a possibilidade de você pensar que eu faço o que faço com todas, que estou cercado de alternativas, que caso você não queira aqui, outra estará mais fácil ali.

Eu só estou de saco cheio de tudo que posso parecer ao invés de entenderem tudo que eu posso fazer. Eu não quero parecer nada, eu quero ser EU MESMO!

É que eu acredito numa coisa muito verdadeira dentro da gente, sabe?
Muito antes de ser amor, eu acredito na real intenção de fazer bem.
Entre tantas receitas sobre o jeito de viver, a minha preferida é agir com as outras pessoas de um jeito que eu gostaria que agissem comigo.
Por isso, por mais verdade que seja dizer que o mundo anda meio estranho e que ninguém mais se interessa por nada de verdade, eu prefiro continuar acreditando no diferente, prefiro continuar acreditando que nem que seja eu a última pessoa do mundo a tentar fazer diferente, eu vou continuar sendo. Ao invés de tentar me adaptar ao mundo que vivemos, eu prefiro continuar sendo eu mesmo cheio dos sonhos bobos tipo querer acordar um dia ao seu lado só pra te ver com a cara amassada no travesseiro.

Eu sei que vai levar um tempo até que acredite que as minhas intenções com você são as mesmas que eu gostaria que tivessem comigo, mas eu não me importo.
E estou te falando todas essas coisas, ou melhor, estou desabafando todas as essas coisas, pra te mostrar que eu concordo com você, e mais, que eu mesmo também prefiro ficar na defensiva para evitar que eu mergulhe de cabeça e morra. Eu sei que as coisas andam uma merda e preferi contar um pouco de mim pra te mostrar que não está sozinha, mas eu sei também que as coisas podem ser diferentes. Eu sei que se você acreditar na sua vontade de ser feliz, você vai entender que eu não falaria tudo isso se você não fosse importante pra mim. Você vai entender que quando a gente gosta de alguém a gente respeita e tenta entender o modo que a pessoa vê, tipo como estou tentando com você. Você vai entender que se a gente não arriscar, nada de diferente vai acontecer. E acima de tudo, você vai entender que talvez você falaria o mesmo pra alguém que estivesse gostando, tipo eu aqui falando por que gosto de você.
A gente poderia aproveitar.
E a gente não vai saber como vai ser se a gente não tentar.

amor-couple-cute-igottapeenow.tumblr.com-love-Favim.com-103034

ps1: Atenção leitores de SÃO PAULO:
Sábado, 24/05, 14hs, VÃO DO MASP: Encontro de leitores do Um Travesseiro Para Dois. Vamos? Anotem na agenda! Durante a semana vou fazer um flyer pra oficializar a divulgação! A ideia é conhecer vocês e falarmos sobre a vida. Vai ser legal! Ah, levarei os ÚLTIMOS EXEMPLARES do livro para quem quiser com DEDICATÓRIA, porque depois só nas livrarias, ok? =)

ps2: Curta a página no Facebook que contém TEXTOS EXCLUSIVOS: http://www.facebook.com/umtravesseiroparadois

ps3: LINK DIRETO para saber como comprar o seu livro: http://on.fb.me/1mETuJO

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s