Então que tipo de pessoa faz o seu tipo?

“Ah, carinhosa, gentil, educada, responsável. Enfim, gosto desse tipo de pessoa”

E o que você faz pra atrair esse tipo de pessoa?
Ou melhor, quanto tempo você leva até perceber que alguém faz o seu tipo?
A julgar que as pessoas mudam, que casamentos de 50 anos terminam, que o “mudou da noite pro dia” é mais real que podemos imaginar, nós nunca podemos ter certeza sobre a vida a dois, muito menos podemos dizer a besteira de “eu te conheço muito bem” pois essa pessoa pode basicamente cansar de você e terminar tudo, assim mesmo, do nada. Desse modo, é extremamente difícil dizer que alguém não faz o seu tipo em tão pouco tempo de convivência.

“Ah, mas sei lá, tem que bater o santo, combinar e tal, sabe?”
Não sei.
Talvez um dos maiores desafios do mundo seja justamente conseguir entender as pessoas. Acontece que nós teimamos em buscar pessoas parecidas com a gente. Nós temos a mania de confundir o que combina com o que é igual.

A pessoa que combina com você não se parece com você.
Se ela vai te completar, ela tem o que te falta.

Se for pra ter alguém igual à você de que adianta ter alguém?
Pra quê existiria casamento se as pessoas fossem iguais? Qual importância teria alguém novo em nossa vida? Quando é que alguém ia aprender alguma coisa na relação? Afinal, não é isso que se busca numa relação: ser uma pessoa melhor?

Histórias são feitas de capítulos e não de finais. E tem histórias que mesmo depois da morte não terminam. O amor não morre, dorme.

Onde eu quero chegar: será que você não está exigindo demais?
Entendo que tem que rolar a atração, aquela identificação e vontade de ficar perto, mas será que isso não é algo mais pra frente do que inicialmente precisa ser feito? Antes de qualquer coisa é preciso tentar. Atenção aqui em não confundir “tentar” e “se obrigar”. Você não tem a obrigação de fazer nada, mas tem o dever de tentar tudo se o que busca é ser feliz.

Talvez ele seja tímido demais e não conseguiu te impressionar logo de cara.
Mas ele pode ter um humor incrível e possa ser quem melhor cuidaria de você.
Talvez ela não tenha o corpo que os caras pagam um pau.
Mas ela pode ser a única pessoa que identifica que tipo de carinho você gosta.
Não quero julgar se uma coisa é mais importante que a outra, mas quero dizer que a primeira impressão só fica se você quiser.

E volto a dizer: sei que o mundo está uma bosta, mas é nesse mundo que está a pessoa que você gosta. As coisas são difíceis mas não precisamos piorar. Não adianta sair falando as pessoas só querem brincadeira, que levam a vida como fosse uma eterna zoera, que ninguém se preocupar com ninguém ou mais 1 milhão de coisas que possa dizer, se você não permite que alguém seja a exceção pra você.

“É que eu tenho medo de sofrer de novo, por isso já penso que a intenção é sempre maldosa”.
E quem não tem esse medo? E como faz pra combatê-lo? Fuga é solidão.
Fugir do que se tem medo não te deixa mais perto do que te faz bem.
A graça das histórias não está no final, mas no meio delas. A graça do beijo não é quando ele termina, mas durante. Não é justo pensar no fim das coisas antes que elas comecem; pensar no que não te agrada antes de enxergar o que te faz bem. A vida é só uma chance.

Pode ser que existe alguém agora tentando te fazer bem e você não quer enxergar.
A certeza dos nossos padrões nos cega e nos afasta de todas as lições.
Essa pessoa que te chama pra conversar no chat do Facebook e manda uma música legal, te faz rir de alguma maneira e demonstra um segundo de preocupação com você, exatamente essa pessoa pode ser a pessoa da sua vida. Mas você busca o amor dos filmes, não o amor da vida real.

Você não busca o amor, você busca o amor que gostaria de viver.

Esperar pela vida que gostaria de viver não te torna uma pessoa mais segura.
Tem espinho antes de segurar a flor, mas só sabe quem toca.

Faça um exercício:
– reflita sobre as pessoas que fazem o seu tipo
– reflita sobre as pessoas que fazem de tudo para serem o seu tipo
Com isso você vai conseguir enxergar o que interessa nessa vida: as pessoas que se esforçam por você. E retomando, você não tem a obrigação de fazer nada, não tem obrigação de gostar, mas você não perde nada se tentar pra ver até onde vai dar.
É uma delícia conhecer uma nova pessoa e mergulhar dentro de uma nova vida, bem como deixar que alguém novo mergulhe dentro das nossas. É o momento em que testamos se aprendemos as lições do passado.

Pré-requisitos todo mundo tem, mas pró-atividade nem todos.
Dor nenhuma é justificativa para uma defesa tão grande sobre a própria vida.
Quem perde ao deixar de viver é só você.
Teu passado que tanto amou está lá agora sendo o presente de um novo amor.
Aquela boca que tanto beijou tem beijado outras por aí.
Aquele corpo para o qual você se entregou tem se entregado para outros por aí.
E você está aí escolhendo num mundo onde se pescam exceções.

Penso que o tipo de pessoa ideal pra você é a pessoa que você precisa.
Com ou sem dinheiro, com ou sem beleza (o que é beleza?), com ou sem status, estamos falando de pessoas reais que tentam viver histórias reais. Perceba o “tentam” pois ninguém é obrigado a conseguir. O valor está na tentativa, não nas realizações.

Mas isso tudo é um monte de merda se o que você busca é um amor pra exibir e não para compartilhar. Se você busca uma pessoa pra entupir a timeline dos seus amigos com fotos dos dois e comentários “oun, vocês são lindos”, “oun, meu casal preferido <3” ou coisas do tipo, você pode ignorar completamente este texto todo. E se tiver tempo entre uma foto e outra, pode refletir sobre o que é amor pra você.

Então que tipo de pessoa faz o seu tipo?
A que você gostaria de ter ou a que você precisa ter?
E por quê você não experimenta dar chances pra vida acontecer?
Por quê você não coloca na balança o tipo de pessoa que gostaria de ter versus o tipo de pessoa que gostaria de ter você?

Você precisa fazer alguma coisa e precisa ser agora.
Mande uma mensagem, faça uma pergunta, compartilhe um segundo do seu dia com você sabe quem.

Sempre tem alguém pra ouvir o que você tem a dizer, mas nem sempre alguém que você gostaria pode ouvir o que você tem a dizer.

tumblr_le3vyyo2UB1qau50iCurta a página do blog no Facebook: http://www.facebook.com/umtravesseiroparadois

Márcio Rodrigues.
insta: @marciorodriguees.
foto: tumblr.

Já disponível na LIVRARIA CULTURA da sua cidade meu primeiro livro: “Um Travesseiro Para Dois”, editora Kazuá. (se não tiver na Cultura, tem na editora – ediotakazua.com.br)

Anúncios

16 respostas em “Então que tipo de pessoa faz o seu tipo?

  1. que perfeito, eu concordo com tudo o que disse ^w^ queria poder marcar uma certa pessoa, pena que ela é confusa demais xD
    Obrigada <3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s