Eu não vou deixar que estraguem tudo

Este é um recado pra você que faz pouco do que as pessoas sentem, que faz pouco de qualquer sentimento.
Quero falar diretamente pra você que se acha no direito de entrar na vida de alguém, falar um milhão de coisas, prometer outros milhões e sair depois que o dia amanhece.

A única coisa que temos nessa vida é à nós mesmos e o que sentimos. Não há tempo para esperar por segundas chances. É preciso sim ter cautela e saber se preservar para não meter o pé pelas mãos, mas não há tempo pra “ir mais devagar” quando se está gostando de alguém. Não tem como rasgar o peito, colocar a mão no coração e dizer: “PARA DE BATER, CARALHO!” Será que você não entende? Não há a menor possibilidade de fingir que não se gosta quando se está pensando em uma pessoa mais vezes por dia do que se pode imaginar. Eu não sei como você não consegue enxergar isso.
É uma verdadeira MERDA ter que se controlar pra poder ligar e perguntar como foi o dia ou mandar alguma mensagem surpresa durante o expediente, pois pessoas como você pensam que estamos sendo “grude demais” ou qualquer coisa do tipo. Me desculpa por tentar fazer a sua vida mais especial, então. Me avisa que eu saio dela mais rápido do que entrei.

Falando nisso, eu sinceramente não sei como você lida com a sua vida.
A impressão que eu tenho é que você quer ter tudo nas mãos, quer saber a hora de gostar e a hora de parar de gostar, a hora de dizer que ama e a hora de dizer que não ama mais, a hora de falar que sente saudade e a hora de parar de falar para não parecer estar gostando de mais. Eu não sei. Eu não sei que manual você espera pra viver; não sei como outra coisa pode ter controle mais forte sobre alguém do que o seu coração.

Te admiro porque não consigo ser igual à você.
Você gosta muito de entrar nessa de joguinhos, né?
Gosta de se fazer de difícil, prefere dificultar ao invés de facilitar.
“Ah, pra dar um gostinho, né?”, “Ah, o que vem fácil não é tão gostoso” mas que caralho de pensamento é esse quando se fala de GOSTAR DE ALGUÉM?

Entenda que num mundo entre BILHÕES DE PESSOAS eventualmente você é a escolhida para estar presente de alguma forma nas 24 horas do dia de alguém. Entenda que ninguém escolhe gostar de você, e mais, que muitas vezes se pudessem ter essa escolha você jamais seria essa pessoa. Entenda que se eu te dediquei um minuto do meu dia pra te mandar uma porcaria de mensagem é porque eu gostaria que soubesse que foi só pra você e não qualquer outra pessoa entre todas essas BILHÕES que sabemos que existem.

Presta atenção no que você está fazendo com o mundo.
Esse seu discurso de que ninguém presta está matando as pessoas.
Seus conselhos do tipo “ahh nem liga, deixa que ele (ou ela) corra atrás” estão acabando com uma das coisas mais valiosas das pessoas: a chance de tentar. Evidente que você pode ajudar, você pode opinar se permitido, mas você não obrigatoriamente deve influenciar as pessoas à sua volta com as suas experiências de insucesso. Você não deve espalhar que ninguém presta porque as coisas não tem dado certo pra você. COMO É QUE EU VOU CONVENCER ALGUÉM QUE EU PRESTO SE VOCÊ SÓ AJUDA A ESPALHAR QUE NINGUÉM PRESTA? É claro que, fazendo isso, antes de qualquer intenção minha, as segundas serão as primeiras a serem consideradas. É claro que antes de qualquer tentativa de aproximação já vou ser interpretado como alguém novo QUE NÃO PRESTA de novo e que quer FODER com a vida da pessoa.

O vício em espalhar as coisas que dão errado anulam as possibilidades de dar certo.

As coisas podem estar difíceis, mas você não precisa piorar.
Eu não acho justo que você brinque com os sentimentos, pois não sei se sabe, você pode INFLUENCIAR pessoas e a sua vida pode parecer estímulo para outras pessoas. O que isso quer dizer: GRANDE BOSTA você postar suas fotos na balada como se a sua vida fosse a mais feliz e ao chegar em casa MORRER DE CHORAR sem ninguém. O que você quer passar? Como você quer fazer com que as pessoas se sintam? GRANDE BOSTA você acordar e postar “oi ressaca” mas na verdade querer postar “oi sábado”. ASSUMA A SUA VIDA. Assuma que nem todas as fases são boas.
É fraqueza assumir tristeza? É cafona postar uma frase mais triste? Você não vai parecer pop? As pessoas não vão curtir suas fotos e nem vão comentar te elogiando? Que pena, né?
Por outro lado, você pode fazer o que quiser mas deve sempre tomar cuidado com o que faz.

Mas o que você quer afinal, viver de verdade ou viver da mentira?

Não quero dizer que você deve se matar quando a casa cair, mas sim que entenda que você é mais uma pessoa entre tantas outras com problemas e coisas boas na vida, que você influência um monte de gente, que você pode inspirar, e que toda essa responsabilidade não pode ser jogada fora só porque você quer aparentar uma vida QUE NÃO É REAL. Chora tudo que tem que chorar, não precisa fingir que está tudo bem, ao mesmo tempo, não precisa também dar um peso ao que não merece. É preciso saber dosar. Não precisa esfregar na cara do mundo o quão feliz ou triste você está. Existe um mar de diferença entre exibir e compartilhar. É preciso ser real.

Esse monte de coisa é só pra te esclarecer que não vou deixar com que pessoas iguais a você estraguem tudo! Eu não vou deixar que esse teu comportamento cheio de joguinhos me impeçam de ser REAL! Você não vai abalar o que eu sinto e eu quero que se foda se você me ver mais como um amigo do que alguém quer beijar a sua boca, isso não é motivo para evitar com que eu TENTE SER REAL. As minhas experiências ruins servem pra me mostrar que eu também erro, logo, eu não busco a história perfeita, eu busco HISTÓRIAS PRA SOMAR. Eu tenho motivos pra nunca mais tentar nada nessa merda de vida, mas aqui dentro tem um coração com vida própria que age na hora que ela pensa ser certa. E que saber? Eu AMO ouvir o que ele diz pra eu fazer por mais que eu me foda depois. Eu AMO tentar pelo que sinto e não pelo que dizem. Eu não vou mudar! Você não vai estragar quem eu sou e muito menos apagar a vontade que eu sinto de fazer bem à alguém como eu gostaria que me fizessem. Se eu estiver feliz vou continuar postando músicas felizes, se eu tiver triste eu vou postar algum refrão que ilustre o que eu sinto, da mesma forma como algum texto, algum filme, qualquer coisa. TUDO ISSO PORQUE EU SOU REAL e tenho consciência que a mesma cachoeira que machuca minhas costas de tão forte é a que vai me abençoar amanhã. EU SOU TODOS OS DIAS.
Você não vai conseguir me fazer parar de ligar pra alguém quando eu tiver vontade, não vai me fazer parar de convidar pra sair, não vai me fazer parar de ser gentil, não vai me fazer deixar de fazer qualquer coisa boa por alguém, basicamente porque EU AMARIA QUE TAMBÉM FIZESSEM COISAS BOAS POR MIM. E no fim, eu quero que se foda essa sua mania de tentar controlar a vida, essa suas fotos que só passam mentira, esse seu comportamento preconceituoso com o que deve ser vivido.

E não acabou ainda.
Presta muita atenção antes de entrar na vida de alguém. Coloca a cabeça no lugar antes de colocar alguém na sua vida. Entenda que você pode estar indo devagar, mas a pessoa pode estar indo rápido. Entenda que você pode pensar uma coisa e a pessoa outra. Entenda que vocês podem ver as mesmas atitudes de jeitos diferentes, que podem agradar e incomodar. Entenda de uma vez por todas que se você não conseguir se colocar no lugar de alguém, você não tem o direito de entrar na vida de ninguém. E é claro que sabe quando isso está acontecendo. É claro que sabe como as conversas tem aumentado, é claro que sabe dos convites que tem negado, é claro que sabe das vezes que tem evitado, é claro que sabe dos “hahaha” que não tem digitado, é claro que sabe os “Boa noite, fica bem” que tem ignorado. Você sabe muito bem quando está entrando na vida de alguém, e portanto, RESPEITE ESTE MOMENTO. RESPEITE AS PESSOAS. RESPEITE O QUE AS PESSOAS SENTEM. Você só precisa respeitar.

Hoje sou eu te falando isso, amanhã pode ser você no meu lugar.
Eu não sou perfeito.

tumblr_mjvkcygrtb1r6ba3ao1_500_large

Curta a página do blog no Facebook: http://www.facebook.com/umtravesseiroparadois

Márcio Rodrigues.
instagram: @marciorodriguees.
foto: tumblr.

Já disponível na LIVRARIA CULTURA da sua cidade meu primeiro livro: “Um Travesseiro Para Dois”, editora Kazuá. (se não tiver na Cultura, tem na editora – ediotakazua.com.br)

 

Anúncios

6 respostas em “Eu não vou deixar que estraguem tudo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s