Eu te amo pra sempre até aparecer alguém de novo

Sabe qual é a coisa mais legal da vida?
É que a gente nunca sabe como ela vai ser.
Às vezes, concordo, dá vontade sim de saber como as coisas vão acontecer, dá vontade de entrar na cabeça de alguém e ver o que ela pensa, mas isso nunca vai acontecer. E isso não é ruim.

Algumas das nossas certezas existem até que tenhamos novas certezas.

Indo direto ao ponto:
Se você pensa que só vai amar uma pessoa na sua vida é melhor se rever.
Não dá pra garantir isso, mas dá pra considerar os por quês.
Primeiro porque você não sabe como vai ser amanhã. Fim. Isso é o bastante.

É muito sério quando você se limita a pensar que já viveu a melhor parte da sua vida e sentencia que nunca mais viverá algo igual. É muito perigoso.
Se você tem tanta certeza disso, pra quê continuar vivendo então?
Pra quê tentar histórias com outras pessoas já que você tem tanta certeza que só amou uma na sua vida? Pra passar o tempo? Mas se você sabe o que é amor de verdade, sabe como pode ser intenso a ponto de ser incomparável, pra quê viver alguma história com alguém sabendo que você não vai se entregar? Você faz com os outros o que não gostaria que fizessem com você?

Todo mundo precisa de uma segunda chance.
Até as coisas boas precisam de segundas chances.
É que se melhorar, melhora. Não estraga nada.
Nesse sentido, é sempre melhor quando você sabe do que já viveu de bom mas luta pra viver algo melhor ainda, luta pra se surpreender e ver que a felicidade que já teve não chega nem perto da felicidade que poderá ter um dia.

Amor é liberdade, não prisão.
Bom é ser livre pra amar; e não se prender por amor.

Se não é justo se prender à um passado ruim, imagina então à uma passado bom?
Não faz bem essa ideia de se resumir em “tenho certeza que amor igual àquele eu nunca vou sentir igual”. Também não quero dizer que é pra sair dizendo que ama toda boca que se beija pra ver se sente algo parecido. Não funciona assim.

Quero falar aqui sobre viver os dias.
Sobre a possibilidade real de que sim: se você já teve um amor incrível na vida, você tem altíssimas chances de ter um outro amor parecido um dia e isso é o que deve te estimular à viver histórias.

A melhor parte das coisas boas é confirmar que podemos viver coisas boas.
Se não a gente não precisaria acordar todo dia.

Quando a gente está contente o ideal seria que fizéssemos coisas para ficar ainda mais.
O mesmo serve para quando temos parte de um passado que nos fez bem; se for possível, o ideal é correr atrás pra viver um futuro ainda melhor.

O amor da sua vida existe até que te aparece algum novo.
E isso é tão bom, sabe?
Esse é o lado bom de recomeçar.
Depois que uma história termina é natural que queiramos morrer de tanta dor. Mas depois que o tempo passa, também é natural que sintamos nosso coração bater de novo como bateu um dia. Isso é incrível! É a vida acontecendo como se falasse: “Te reservei uma surpresa boa, vem viver!”.

Então, se você está nessa de pensar que nunca mais vai gostar de alguém como já gostou um dia: saia dessa e entre numa história nova.
Quando a chance surgir – e alias, você deve se permitir isso – dê aquele mergulho como deu no começo do seu amor inesquecível, ou melhor, dê um mergulho maior, capaz de te desafiar, capaz de te mostrar que às vezes é bom estar errado.

Não é pra esquecer quem viveu com você, é pra deixar alguém viver com você de novo.

couple-cute-love-photoMárcio Rodrigues. – http://www.bit.ly/TUKoPd
foto: tumblr.
instagram: @marciorodriguees
contato: mrs.contato@gmail.com
+ textos exclusivos na página do blog no Facebook: http://www.facebook.com/umtravesseiroparadois

 

 

Anúncios

5 respostas em “Eu te amo pra sempre até aparecer alguém de novo

  1. Ah, Márcio … Você é um tradutor de sentimentos e pensamentos!

    Eu tinha em mente isso de “só se ama uma vez na vida”, e quando acabou, de fato, quis morrer de dor, não queria desapegar de forma alguma, porque sentia que aquele era o meu amor pra vida inteira.
    Mas quando o tempo vai passando, o amor inacabável, vai diminuindo. Mas não acaba. O que acaba é a paixão. Falando por mim, claro. A gente não deixa de amar, a gente não esquece o nosso amor. A gente só ama sem mais estar apaixonado. E sim, é bom isso. É bom saber que depois de tanto sofrimento, tem alguém que vai conseguir nos fazer sorrir e amar de novo.

    Seus textos são ótimos. Parabéns!

    Beijo!

  2. Pingback: Últimos dias de férias | Marilândia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s