Eu até posso tentar outra vez

Mas esta vai ser a sua última chance.
Eu estou honestamente cansado de tentar e tentar nessa vida, mas se o que eu quero é mais dias de felicidade, não há outra escolha: é neste mesmo mundo que tanto me cansa que eu devo continuar tentando.

Mas eu gostaria que prestasse atenção em umas coisas antes.
Primeiro quero que entenda que é fundamental que saibamos nos colocar um no lugar do outro. Ninguém aqui é perfeito. Não estamos competindo pra saber quem erra mais. Se a gente brigar, os dois perdem. Se a gente se acertar, os dois ganham. Comigo não tem essa de se fazer de difícil.

Eu não gosto de perder tempo fazendo joguinhos, gosto de ganhar tempo fazendo coisas boas.

Entenda também que o meu tom não é autoritário, mas é um tom de alguém esgotado.
Sabe, me ver de novo nessa situação e todo esse nosso desgaste me faz pensar um milhão de vezes se eu devo tentar mesmo alguma coisa.

Antes de querer amor, eu quero paz.

E às vezes a gente esquece, mas a melhor paz é que temos com nós mesmos.
Por isso já pensei se de repente não seria o momento de eu parar as coisas e colocar minha cabeça no lugar, sei lá. Pensei se não seria o momento de eu me acalmar até me sentir preparado em mergulhar numa história, logo agora que estou me recuperando de quase ter morrido afogado em outra.

O que sentimos contradiz qualquer teoria.

É por isso que estou disposto a assumir o risco por não saber como vai ser; disposto a recomeçar mais uma vez. E não por você, nem por mim, mas sim e exclusivamente pelo que sinto.

Nada é mais valioso que respeitar os próprios sentimentos.

Eu só não quero que você ignora tudo isso.
Se estamos nos permitindo é porque acreditamos na história que construímos.
Mas eu não quero me sentir aliviado por colocar outro pensamento no seu lugar. Não quero ficar mais contente quando estamos longe do que quando estamos perto. Pra mim não faz sentido, mas era isso que eu sentia.

Às vezes dá pra dizer que segundas chances valem mais que as primeiras.

É que ao tentar de novo, você já tem consciência dos prós e contras, mas mesmo assim você aposta na continuidade, você aposta nos esforços, e sobretudo, aposta em tudo que está sendo sentido. É muito difícil dar outra chance, mas sempre será honesto.

Toma cuidado ao fazer qualquer coisa e pensar que não vai me chatear.
Nunca será possível prever. E esse é um direito que eu também não posso ter.
A melhor das suas intenções pode proporcionar a pior das sensações em mim.

A gente pode até não saber como acertar, mas a gente sabe muito bem como evitar errar algumas vezes.

Isso significa que sim, o seu “oi” seco quando eu te cumprimentar pode ser evitado ao invés de você vir com um monte de justificativa de “estou normal”. Você sabe muito bem que isso pode ser mal interpretado. Isso significa que sim, o seu “visto pela última vez tal hora”  ou o tíque-duplo no Whatsapp pode me arrancar o peito de tanta raiva se eu tiver te feito uma pergunta e você não responder. Mas claro, com a exceção de alguma indisponibilidade. Me refiro aqui em a gente se esforçar para evitar explicar depois se podemos resolver agora. Me refiro em a gente entender que “depois respondo” pode proporcionar uma angústia sem tamanho para quem espera resposta. Qualquer 5 minutos no banheiro é tempo suficiente para responder pelo menos que não dá para responder agora.

Sabe, essas coisas são pequenas demais diante do que é viver uma história com alguém. Mas por outro lado, são exatamente essas pequenas coisas, ou melhor, é exatamente a soma de muitas pequenas coisas que se transformam em coisas enormes e que resultam em um dos piores sentimentos em qualquer relação: o desgaste.

Um bolo cortado nunca mais volta a ser inteiro de novo.

Então acredito que sempre vale pensar duas vezes, se não duas, trezentas vezes, antes de qualquer menor tentativa de deixar alguém em segundo plano, de me deixar em segundo plano, de eu deixar em você em segundo plano.

Isso tudo que peço pra você são coisas que tenho a obrigação de fazer também.

A gente pode tentar de novo, eu só espero que não cometamos os mesmos erros de novo.

Não dá pra gente saber como vai ser daqui pra frente, mas dá pra gente saber como queremos que não seja.
E isso já faz toda a diferença.

tumblr_mj4dlufDYr1s0ghw8o1_500
Márcio Rodrigues. – http://www.bit.ly/TUKoPd
foto: tumblr.
instagram: @marciorodriguees
contato: mrs.contato@gmail.com
+ textos exclusivos na página do blog no Facebook:http://www.facebook.com/umtravesseiroparadois

Anúncios

7 respostas em “Eu até posso tentar outra vez

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s